Entre pro time

Inter

Um bastidor de Felipão, Romildo, D’Alessandro e as goleadas no Gre-Nal

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Gerou muita repercussão a matéria que eu fiz aqui no blog dizendo que ficou claro que D’Alessandro elogiava Renato porque ele mandou parar de fazer gols no Gre-Nal. Mais, eu tenho a convicção que ele fez esse pedido pra não humilhar mais o seu time.

E não foi a primeira vez que isso acontece. Quer ver?

Em uma entrevista recente do presidente Romildo pro Maurício Saraiva no site da GauchaZH, o presidente gremista contou a seguinte história:


“Tem uma história ótima com ele no 4 a 1 do Brasileirão na Arena. Vitória consolidada, ele vai para frente do Luiz Felipe, então técnico do Grêmio, e fica gesticulando e falando algo que eu não entendia lá de cima nas cadeiras. Depois, no vestiário, perguntei ao Felipão o que o D’Alessandro dizia. Olha só, o D’Alessandro dizia para o Felipão : “Você sabe o que é perder de goleada, sabe como é ruim, levou 7 a 1 da Alemanha! Já deu, já foi 4 a 1, agora chega!”. Perguntei ao Luiz Felipe o que ele disse em resposta, Felipão falou que só riu da cena, nada mais (risos).”

D’Alessandro já viveu o outro lado também. Em 2008, ele comandou o Inter no primeiro tempo que meteu 4 gols de cara no Beira-Rio. Na volta do intervalo, Fernando Carvalho passou pela imprensa e disse que não teria mais jogo. Ficaria assim o placar.

Em 2014, no Gre-Nal em Caxias, foi a mesma história, tenho a informação que D’Alessandro teve o procedimento de mandar acalmar pra respeitar os colegas do Grêmio.

Bastidores de Gre-Nal.

Facebook Comments

12 comentários

12 Comments

  1. Pietro

    21 de março de 2018 at 07:26

    Se o que o D’Alessandro pediu é verdade, o Renato depois de ler isso, vai meter o pé e vem mais um 5 x 0 pela frente….
    ““O Grêmio conseguiu uma vantagem muito elástica. Não merecíamos sair com 3 a 0. Poderíamos ter perdido o jogo, mas 3 a 0, não vou dizer que foi injusto porque o futebol é complicado falar em justiça, mas poderia ter sido diferente”, analisou o meia.” Correio do Povo

  2. Everton

    20 de março de 2018 at 21:35

    jb vai te fuder seu demente, colorado e mentiroso!

  3. rudjdjdjd

    20 de março de 2018 at 21:25

    Fantasia. O inter continuou atacando depois que o Renato pediu pro gremio teve 2 chances clarissimas de gol.

    Então se o Inter virar amanhã, o Renato é o maior otario de todos os tempos? Ou se empatar tu vai dizer que o Inter errou os penaltis de proposito?

    Manipulação de resultado é crime, essa fantasia que tu criou é muito grave, devia ser banido da arena e do beira rio.

  4. VAGNER ROBERTO

    20 de março de 2018 at 20:54

    para de mimi jb,nao existe isso,este argentino de bosta e arrogante,babaca,quantas vezes tripudiou em cima da nossa instituiçao,meu gremio,que amanha seja mais uns tres neles no minimo

  5. Anônimo

    20 de março de 2018 at 20:19

    Impressionante como ainda tem pessoas que acreditam que isso possa ser verdade.

  6. Saci

    20 de março de 2018 at 19:16

    Tá mas amanhã no mínimo uns 2 gols Dalessandro vai ter que fazer , não importa como e se é de mão, penalidade ou falta, já que é o cereja do Odair, craque dos comentaristas da província porque ainda não viram o Messi jogar claro….se existe esse tal acordo de misericórdia que passa do amadorismo, as goleadas históricas de 8×1 no ruralito sobre Caxias e Juventude demonstram que o bom futebol ficou no passado e faltou misericórdia com esses times porque os nossos comandantes estavam dentro do campo e não fora , fazer média é tiro no pé e isso é a última coisa que grêmio vai fazer amanhã.

  7. Rodrigo

    20 de março de 2018 at 19:08

    Parem d frescura, tds sabem q isso acontece e não será a última.

  8. Zé, o verdadeiro

    20 de março de 2018 at 19:02

    JB tu deve estar atordoad. Parece que perdeu a razão nessa postagem, todas sem nexo.

  9. Lucas

    20 de março de 2018 at 17:34

    No caso dos 7×1 a Alemanha tb tirou o pé.
    Ok, já tinham feito 7, mas se continuassem em cima, seria mais.

  10. Rodrigo

    20 de março de 2018 at 17:16

    O maior respeito tem que ser com a torcida, sendo ela do Grêmio ou do Internacional. No momento que um time pede para o outro parar de fazer gols e o outro aceita está tudo errado. A maior prova de profissionalismo seria seguir jogando o jogo de forma séria. Não importa se é Grêmio ou Inter, isso é esporte, se tiver que tomar 7 a 1, que tome e depois tire as lições necessárias do jogo.

    • Fernando Colorado

      20 de março de 2018 at 17:42

      pois é…como comentei na outra matéria…nos 4×1 do gremio era jogo de brasileiro…nos 4×1 de 2014 do Inter era o ultimo jogo, já tava tudo decidido…
      Sou Colorado, mas NÃO ACREDITO em reversão amanhã, vejam bem…MAS, futebol é futebol…a menos que o Inter entre em campo sem vontade de ganhar, e não foi isso que o D’Alessandro falou…diz que quer ganhar pra dar a vitória pra torcida…então digamos que o Inter saia ganhando de 1×0 no começo do jogo…e digamos que tenha uma segunda chance em um contra-ataque…vai deixar de fazer o segundo? Imagino que não…e aí, como fica?
      Claro que a chance disso acontecer é quase zero, mas futebol apresenta cada coisa…

      • Geremias

        20 de março de 2018 at 20:59

        Você tem razão. Aquele chute Dourado defendido pelo Grohe, o jogador colorado chutou sobre o goleiro propositalmente? Quer dizer que o D’Alessandro pede para o Grêmio parar de fazer gols e seu time continua tentando?

        Nos 4a1, Felipão tirou o Alan Ruiz, que entrou no final do segundo tempo e fez dois gols e acabou se estranhando com o D’Alessandro. Depois o Ruiz sequer foi levado para a última rodada do Brasileirão e acabou dispensado.

        No entanto, se forem verdadeiras as notícias de que D’Alessandro pediu para o Grêmio segurar os placares, isso explica porque ele afirmava que nunca foi goleado em Gre-Nal.

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque