Entre pro time

Grêmio

Jogador voltando, novo acordo financeiro, atacante renovou, Kannemann na pelada e Umbro se manifesta

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • Diego Souza já está em Porto Alegre para começar os trabalhos com o grupo. Ele está recuperado após pegar o vírus e ficar isolado no rio de Janeiro. Agora, o grupo tá completo. Só Renato segue no Rio.
  • A direção gremista está em tratativas com o elenco para reduzir o salário deles. Não vai ter jeito, terão que negociar um novo acordo. Apenas remanejar o direito de imagem para 2021, como foi feito, não é bastante. Pra evitar demissões dos funcionários que ganham menos, os jogadores terão que abrir mão de parte do salário. E, pra quem não sabe, o Grêmio tem quase 400 funcionários ao todo. É muita gente.
  • Antes de levar ele pro profissional, a direção gremista renovou com o atacante Rildo, 20 anos, até o final de 2023. Além de aumentar o salário dele, passou a multa de 25 para 50 milhões de euros (R$ 312 milhões).

Rildo renovou até 2023 com multa de 50 milhões de euros.

  • Agora, o próximo a renovar será Diego Rosa. O volante está negociando e deve assinar nos próximos dias.
  • Diego, Rildo e Elias vão subir para o profissional e estarão à disposição do Renato assim que os jogos voltarem.
  • Kannemann deu entrevista pra Grêmio TV. Comemorou que voltou o futebol da Alemanha porque isso é sinal que a gente tá encontrando uma saída pra voltar. Mas confessou que é estranho ir treinar e voltar com a roupa do treino pra casa, parece que ele foi jogar uma pelada com os amigos. por fim, brincou que viu partes da final do Grêmio de 83 que passou na televisão e ficou impressionado com o gramado do Olímpico que não tava nada bom.

  • Em entrevista na Rádio Grenal, um dos diretores da Umbro falou que todos lá aprovaram a camisa do Grêmio e que eles já estão trabalhando na proposta da camisa do próximo ano. A proposta desse ano teve como marca a garra do clube. O lema foi “é puro sentimento.”
  • A boa notícia do dia foi que Marco Bobsin, vice-presidente do Grêmio e braço direito do presidente Romildo, teve alta da UTI e está no quarto. Ele lutou por 62 dias contra o Covid-19.

Marco Bobsin, ao centro, está vencendo o Covid-19.


Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque