Entre pro time

Grêmio

Grupo de jogadores do Grêmio não aceitou ter corte real no salário da carteira!

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

A informação que recebi é que o grupo de jogadores do Grêmio não aceitou ter um corte real no seu salário. A direção gremista negociou por um bom tempo para tentar fazer o reajuste permitido pelo governo federal, que é de até 25% de redução, mas não teve jeito. Nem com Renato entrando na parada.

Com isso, a saída da direção foi fazer uma nova reprogramação de pagamento no salário dos boleiros. Agora, além de ter os direitos de imagem transferidos para 2021, os jogadores terão 20% do salário da carteira pagos em prestações 24 prestações mensais ao longo de 2021 e 2022.

Com isso, a folha salarial, que hoje está na casa dos R$ 12 milhões, cai aproximadamente pela metade durante os meses seguintes que não teremos futebol. R$ 6 milhões é mais ou menos o valor que o clube recebe dos associados. E esse dinheiro está sendo fundamental para manter tudo em dia.


A boa notícia é que, segundo os dirigentes que ouvi, com o adiantamento de R$ 10 milhões que a CBF e a Globo estão fazendo, o Grêmio tem dinheiro para se manter até setembro. O mês de julho e agosto estão garantidos com o que tem em caixa e o que tem de previsão para entrar.

  • Estes R$ 10 milhões adiantados via CBF são, na verdade, uma cota da Globo. Resumidamente, a CBF vai depositar este dinheiro agora para os clubes e depois a Globo vai descontando essa verba em cinco prestações de agosto até dezembro da verba de tv e enviando ele pra CBF. A boa notícia é que é sem juros. O Grêmio vai pegar R$ 10 milhões e terá desconto de R$ 2 milhões por mês da sua cota na Globo até fechar os mesmos R$ 10 milhões que pegou.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque