Entre pro time

Inter

O plano do meia Oscar, ex-Inter, hoje na China

Publicado

em

Divulgação

O meia Oscar deu entrevista pro pessoal da FOX Sports falando sobre seu futuro.

“Sobre propostas da Europa, sempre tem grandes clubes que sondam, mas todo mundo sabe que é muito difícil sair da China neste momento. Teve alguns contatos querendo saber como estava minha situação aqui, mas como falei, os chineses investiram muito em mim e nosso time depende bastante de mim também. É muito difícil me liberar neste exato momento. Eu tenho mais dois anos ai, acho que daqui a pouco posso estar voltando para a Europa.”

“Provavelmente eu voltaria para a Europa. Eu quero voltar a jogar as principais ligas europeias. O Brasil é um pouco mais difícil. Eu acho que tenho potencial de estar jogando em grandes equipes na Europa. Eu acho que é bem provável. Meu objetivo é estar voltando para a Europa daqui uns dois anos.”

Aos 26 anos, Oscar está no Shanghai SIPG e, segundo informações de 2016, quando aconteceu o negócio, o salário do ex-colorado é de R$ 7 milhões mensais.

Aqui a entrevista:

Destaques da entrevista do goleiro Marcelo Lomba

Setorista da dupla Gre-Nal. Torcedor do Tottenham e do Real Madrid. Fã de futebol inglês.

10 comentários

10 Comments

  1. lol

    9 de agosto de 2018 at 16:38

    7 milhões mensais, puta que o pariu, somos meros mortais mesmo

  2. R

    9 de agosto de 2018 at 15:29

    Oscar é um excelente meia, seria titular fácil em qualquer clube brasileiro. Colocaria o “Luanel Messi” no banco ao primeiro treino.

    • Luiz Guimarães

      9 de agosto de 2018 at 15:42

      O cara ganha 7 milhões mensais. Quem pode no futebol brasileiro falido?

    • IVI

      9 de agosto de 2018 at 15:44

      COLOCARIA SIM, CONCORDO. PQ O NÍVEL AQUI NO BRASIL É BAIXO.
      OSCAR NÃO É UM JOGADOR RUIM.
      MAS ESTÁ LONGE DE SER SOLUÇÃO PRA QUALQUER CLUBE.
      É O QUE EU DIGO, NOS ANOS 90 NÃO FARDARIA NEM NO BANGU.
      FUTEBOL TEM UM NÍVEL INFERIOR HOJE EM DIA, PRIORIZA O ATLETA AO JOGADOR DE FUTEBOL.

  3. IVI

    9 de agosto de 2018 at 11:56

    UM JOGADOR COMUM.
    ASSIM COMO GIULIANO, RENATO AUGUSTO, E TANTOS OUTROS QUE GANHAM FORTUNAS.
    O FUTEBOL ESTÁ CADA VEZ COM NÍVEL TÉCNICO MENOR.
    JOGADORES COMUNS ASSIM NÃO FARDARIAM NEM NO BANGU NA DÉCADA DE 90, ONDE SIM, EXISTIAM CRAQUES!

    • alessandro

      9 de agosto de 2018 at 12:01

      não.
      o futebol exige um nível técnico MUITO maior do que antes. só que o crescimento físico incrível, e a questão tática, favorece mais a destruição que a construção.

      é comum nas ligas e clubes, hoje, termos como o maior sprint um zagueiro. década de 90 isso seria uma heresia, quem dirá mais para trás ainda.

      tive a oportunidade de ver um compacto das copas do pelé na sky ano passado. tinha bons pedaços de jogos (E não só melhores momentos), e os caras erravam passes ABSURDAMENTE SIMPLES, muito mais que hoje.

      É absurdamente certo dizer que o nível técnico hoje é muito, muito maior do que na década de 90. Só que como os espaços são ridicularmente menores, não aparece cara fazendo fila, dando caneta, chapéu, etc, toda hora.

      • Pedro

        9 de agosto de 2018 at 13:43

        Mas que tipo técnico tu estás falando? Só se for de mais preparo físico.
        Não tem como comparar jogador de hj com a vinte trinta anos atrás, não só pq os espaços de campo diminuíram. O futebol mudou como um todo, viu-se que se pode ganhar ou gastar dinheiro, lavagem mesmo, com futebol. Hj se faz coisa irreais. Jogador virou mercadoria de verdade, e alguns não se importam com isso, preferem ganhar dinheiro sem se preocupar com a carreira, glórias e outras. E outra, tem muito jogador fabricado, o que tem de jogador ruim jogando e em grandes clubes nao é brincadeira, antigamente até tinha mais era difícil.
        Provavelmente tu deve ser da geracao mais nova, erravam passes, mas todos erravam, quase ninguém tinha preparo físico, mas o jogo era melhor de se ver, era natural, hj tudo é fabricado e alguns clubes dominam o mundo, ficou sem graça. Sobre Oscar, jogador mediano, jogaria em qualquer clube brasileiro, porém na Europa em poucos, nunca ganharia o que ganha, porém jogadores como Messi e Cristiano, entre outros, ganham infinitamente mais que isso, nunca que iriam jogar nessas ligas sem sentido. O bom para o lugar bom.china e outros tem que se contentar com os “refugos” europeus, ainda bem. No Brasil, porém não dá pra dizer o mesmo, aqui só ficou refugo mesmo, só os que surgiram da base que são bons ou que voltaram de lá, mas logo tão de volta. Sou gremista, mas Geromel, aqui um grande zagueiro, mas não jogaria em alto nível no Celta de Vigo, por exemplo, a disparidade em tudo é absurda. Mina, está implorando por um clube e tá difícil, aqui jogaria com um pé nas costas.

        • IVI

          9 de agosto de 2018 at 14:58

          RAMIRO DEVE SER DE OUTRAS DÉCADAS ENTÃO PQ SÓ ERRA PASSE

  4. Traks

    9 de agosto de 2018 at 11:56

    Financeiramente, não posso criticar a decisão do Oscar de ir pra China. Mas faltou ambição de carreira.

    O cara com 22 anos disputa uma copa como TITULAR na maior Seleção de todas, na copa desse ano e a próxima era para ele estar no auge físico e técnico, com 26 e 30 anos. Jogou fora a chance de disputar a copa desse ano e a provavelmente a próxima. Era titular do Chelsea, um dos maiores clubes da atualidade.

    Repito: financeiramente baita negócio, mas esportivamente, foi pequeno na escolha.

    • Pedro

      9 de agosto de 2018 at 13:50

      Oscar não era titular do Chelsea na época, já tinha sido colocado até a venda, porém ele preferiu a China . Até na época teria futebol para jogar num clube grande, porem vai ser difícil, a menos que seu empresario seja forte,como o Paulinho.

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade