Entre pro time

Inter

Informações ditas pelo Rodrigo Caetano em entrevista

Publicado

em

Reprodução

Rodrigo Caetano deu entrevista pro canal do Nicola. Falou ao vivo por mais de uma hora. Aqui um resumo:

  • Confirmou que teve proposta do Palmeiras, mas não tinha como sair naquele momento. Existia um compromisso com a direção de ficar. Por isso, ele optou por permanecer aqui.
  • Até a parada, o salário dos jogadores estava rigorosamente em dia. Agora, o clube pagará o salário da carteira no dia 05 e vai ficar apenas com o direito de imagem em aberto para pagar mais adiante. Eles vão aguardar os próximos dias para ver quais serão as perdas no período e ver como farão a renegociação com os jogadores.
  • O preço para comprar o Rodinei junto ao Flamengo em definitivo está em 3 milhões de euros (R$ 17 milhões) por 100% dele.
  • Sobre a questão financeira, explicou que o Inter precisa é aumentar suas receitas para pagar suas dívidas. Seja com vendas de jogadores e tudo mais. Só que o clube conseguiu se organizar a ponto de ter condições de pagar seus jogadores em dia e os principais compromissos de um clube de futebol. O que atrasa são fornecedores ou coisa do tipo.
  • Outra questão importante é que não há capacidade de investimento. O time sempre é montado com um investimento baixíssimo e seu desafio é ir melhorando o elenco a cada temporada.
  • A folha do Inter, incluindo impostos, chega no máximo a R$ 7 milhões por mês.
  • Essa redução aconteceu porque o Inter conseguiu liberar a maioria dos atletas que estavam emprestados e com salários pagos pelo clube. Atualmente, tem 14 atletas emprestados pelo colorado e só sete eles pagam parte dos salários. A projeção é que, na virada da próxima temporada, este número caia para apenas sete emprestados.
  • Ele não acredita que o Rodrigo Dourado vai sair agora no final do ano. Ele ainda não renovou porque a prioridade é a recuperação, mas existem conversas para renovar seu contrato.
  • Sobre Cavani: zero chances.
  • E não tem chance porque a prioridade do Inter é pagar seus atletas. Se tudo estive normal, o Inter teria que vender alguém agora na janela da metade do ano. Mas complicou tudo porque agora ninguém na Europa vai comprar jogador daqui porque eles sequer estão jogando. Chegou a dizer que a situação é dramática.
  • A única situação que aconteceu relacionada ao Cavani foi na metade do ano passado. Odair Hellmann era amigo do irmão do Cavani e ligou perguntando se o centroavante pensava em voltar. Mas isso foi na metade do ano passado. Nada agora. E isso sequer avançou.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque