Entre pro time

Inter

O erro encontrado no Inter e a próxima missão de Odair

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

O grande problema do Inter é não conseguir variar as jogadas.

Na coletiva antes do jogo de ontem, Leandro Damião elogiou Odair dizendo que ele tem treinado uma variação de jogadas. Isso é muito positivo, mas ainda não apareceu em campo.

Quer ver? Contra o Caxias, o time teve quase 70% de posse de bola. Só que era sempre a mesma coisa. Toca, toca, toca até chegar no ataque. Quando chega, a bola vai pra lateral e o cruzamento acontece.


Seja Pottker cruzamento rasteiro pro Damião se atirar e não chegar ou até no lance do gol, quando D’Ale cruza com perfeição pro Damião escorar e Pottker meter pra rede.

Com uma ou outra diferença, é quase sempre a mesma coisa que acontece. O final é igual. Claro, com bem mais qualidade do que antes. Não dá nem pra comparar com os outros anos.

Só que o próximo passo que Odair terá que dar é fazer o time trabalhar jogadas pelo centro do gramado também.

Um pouco é pelo vício dos jogadores e o outro é pela característica do time também:

  • Damião tá na área, à tendência é pela bola alta.
  • Pottker joga preferencialmente pelas pontas.

Ou seja, tudo converge pra isso.

Só que D’Alessandro precisará, nesta sua nova função mais no centro, canalizar jogadas por ali.

Por sinal, me agrada muito ele ali. D’Ale é o único com lucidez de organizar o time, ser o maestro. Pena que tá cansando no final dos jogos, mas será muito útil enquanto tiver fôlego.

Essa é a missão de Odair agora: variar jogadas.

O time tá melhorando, só não vê quem não quer. Precisa evoluir nisso, mas é uma construção. Aos poucos as coisas podem evoluir. Impossível prever se vai dar certo, mas o começo é interessante.

Facebook Comments

3 comentários

3 Comments

  1. SaCI

    25 de janeiro de 2018 at 17:53

    Odair com Camilo, Pottker, Damião, Nico e Roger não consegue montar um time, praticamente jogam sozinhos, imagine se estivesse treinando Vasco, Botafogo, Fluminense ou Caxias, logo erra a direção em só contratar técnicos apostas, no final vai ser como Guto.

  2. Guto

    25 de janeiro de 2018 at 15:01

    Falta os atacantes da ponta infiltrarem. Eles jogam muito abertos, tirando o espaço para a subida do lateral. Basta eles virem de trás um pouco menos lateralizados em alguns lances. A zaga adversária irá toda pra dentro da área deixado espaço para a subida dos laterais e possíveis triangulações.

  3. Jhony Maicon

    25 de janeiro de 2018 at 14:25

    Meu amigo JB… O lançamento do gol do Inter não foi um cruzamento, foi um passe alto procurando a INFILTRAÇÃO do Leandro Damião na área, pois eu custo a acreditar que uma bola alta vinda do meio campo ( quase no centro) possa ser considerado um cruzamento.
    Não obstante, diversas vezes o internacional utilizou de infiltrações variadas pelo meio e para pontas.
    Talvez, essa grande necessidade que vcs da imprensa tem em procurar defeitos no time do Inter esteja prejudicando tua análise dos lances.
    Por favor, não vire um jornalista de grupo RBS, pois teu diferencial é ser como é.
    O inter não foi perfeito realmente, mas dizer que faltou variações é um tanto forte, tendo em vista o modo de jogo perpetuado desde 2016, não será de uma hora para outra que iremos virar o Man. city na criação de jogadas.
    Grande abraço.

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque