Entre pro time

Inter

A explicação de Zé Ricardo para D’Ale no banco e o que aconteceu no Gre-Nal

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • Zé Ricardo começou sua coletiva admitindo que ele as estratégias que ele planejou para o jogo não surtiram efeito.
  • Alguns atletas estavam desgastados após o jogo contra o Atheltico e o D’Alessandro era o principal deles. Por isso, os fisiologistas do Inter achavam que era melhor colocar o D’Alessandro no segundo tempo. Foi por conselho dos fisiologias que ele decidiu deixar D’Ale no banco.
  • Neilton entrou porque a estratégia era ter a posse de bola e explorar a velocidade dos dois pontas nos dois laterais do Grêmio. Era pra repetir o que foi feito contra o Bahia, mas ele admitiu que nada deu certo para o Inter.
  • Mas Zé Ricardo não acha que um nome só poderia mudar muita coisa. O jogo é coletivo e um atleta só, no caso D’Alessandro, não faria toda a diferença no time.
  • O que ele quer é dar um pouco mais de posse de bola para esse time. Isso que tá faltando pra esse time.
  • Mesmo com os relatos de indisciplina de Sobis e Nico, garantiu que não sente o grupo descomprometido no dia a dia.
  • Confirmou que é difícil explicar que o Inter não chutou uma bola sequer no gol. A chateação dele é por isso também.
  • Ele iria colocar o Nico no segundo tempo, mas a expulsão no começo do jogo e o fato do Bruno ter sentido uma pancada e ele ter que gastar outra substituição, não teve como aproveitar o Nico. Zé Ricardo diz que não tem nada a ver com o fato do atacante já estar envolvido em negociação.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque