Entre pro time

Grêmio

Tiago Nunes indica recuo de Jean Pyerre, Rafinha na ponta e confiança pro Matheus Henrique

Publicado

em

Reprodução

Resumo da entrevista do técnico Tiago Nunes após o jogo contra o Ypiranga:

  • De maneira geral, ficou feliz com a equipe porque competiu. A questão física pesou por ter jogado na quinta na Sul-Americana e também o gramado alto no Colosso da Lagoa. Pens que, principalmente no segundo tempo, entendeu que o jogo tinha que ser físico e mudou sua maneira de jogar. Ficou satisfeito com o que viu.
  • A marcação na bola parada foi mista, onde alguns jogadores marcaram por zona e outros faziam marcação individual nos adversários que iam para a área cabecear. Isso foi implementado pelo interino Thiago Gomes. Fora isso, ele só conseguiu mostrar vídeos e ajustar o posicionamento dos jogadores no quadro. Não teve muito tempo para trabalhar com os atletas titulares.
  • Garantiu não ter conhecimento da proposta pelo Jean Pyerre. A direção não passou nada pra ele.
  • Pepê tá no DM, mas faz parte dos planos.
  • Pela qualidade que o Jean tem de enxergar o jogo de frente, ele terá liberar para recuar e pegar a bola mais atrás. Só que isso tem que ser combinado, quando ele voltar, alguém tem que subir pro ataque. Se não, o Grêmio vai ficar só com posse de bola pela posse de bola.
  • Rafinha pode sim jogar na ponta direita, com Vanderson de lateral e ele na ponta. Ele jogou assim no Bayern. É uma boa opção, mas tem que ser testada antes nos treinamentos.
  • Pensa que a sequência acaba ajudando no entrosamento. Sua ideia é construir uma base de equipe e repetir essa base. Pontualmente, de acordo com os relatórios da preparação física e do Departamento Médico, pode ir fazendo trocas. Só que ele gosta muito de uma repetição de equipe para gerar confiança no elenco.
  • A sua missão é tentar criar uma fluidez de jogo que possa potencializar o jogo do Matheus Henrique. O Matheus se expõe muito porque tenta muito. Esse é o perfil de atleta que ele quer trabalhar sempre. O cara que tenta a jogada, que força uma bola e que arrisca um drible. É o cara que tem personalidade de jogar no ambiente de pressão e ele tem toda confiança para continuar fazer o que vem fazendo.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque