Entre pro time

Grêmio

Os motivos (foi a base) que deram mais uma vitória do Grêmio em Gre-Nal

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • O primeiro tempo foi bem normal. Para as duas equipes. E a verdade é que o segundo tempo só teve boas jogadas quando o Ferreira pegava na bola. Ele quase deu um gol pro Rodrigues e depois ainda bateu uma bola por cima. Os únicos bons momentos do Grêmio saíram do Ferrreira. De resto, eram sempre jogadas previsíveis.
  • Tudo muda no talento dos guris. Uma jogada que começa com um chutão do Brenno, mas o Leo Pereira acalma a bola, deixa pro Léo Chu e o canhoto Léo Chu bate de direita pra rede. Quer dizer, foi um chute em curva que bate na trave e entra. Era impossível pegar. A base resolve mais uma vez. É a base que precisa ser valorizada.
  • E até a comemoração precisa ser exaltada. Um guri que tem o combo. Tem bola, que é o fundamental, mas é gremista e ainda comemora como Tarciso.
  • Leo Chú foi o melhor em campo. Não só por essa jogada. Teve uma outra em ele corre nas costas do Edenilson e Heitor, deixa o Lucas Ribeiro na saudade e o gol só não saiu porque o Moisés estava quase dentro do gol, salvando o gol que seria do Lucas Silva.
  • Importante pontuar que Matheus Henrique melhorou muito quando jogou sem o Maicon. Ele entregou uma bola para o Vanderson cruzar e quase o Ricardinho fez. E, neste lance que contei do Léo Chú, ele é quem começa a jogada avançando com a bola. Essa atuação precisa ser emblemática e virar rotina. Matheus não fez uma boa temporada em 2020.

Vanderson foi bem demais na lateral-direito – Lucas Uebel/Grêmio

  • Gostei demais do Vanderson. Vai ser um crime colocá-lo no banco. A maturidade dele em campo assusta. Marca bem, vai pro ataque bem, tem velocidade, não comete erros juvenis. Nem parece guri.
  • Darlan entra bem também. Outro que ressurgiu das cinzas. Sabe-se lá o porquê, mas Renato meio que arquivou o Darlan no ano passado. As atuações com os guris no Gauchão o trazem de volta. O passe longo dele pro Ferreira é o seu diferencial.
  • Brenno foi bem quando exigido. Salvou quando preciso o lance do Praxedes.
  • Ruan se afirma cada dia mais. Que zagueiro tá surgindo. Tem que ser o reserva imediato. Seu poder de recuperação é coisa de louco. A velocidade pra buscar a bola e não deixar finalizarem, é de encher os olhos.
  • Agora, nem todo mundo foi bem. Não curti o Rodrigues, o Alisson e nem o Pinares. Pinares e Diogo Barbosa pouca coisa fizeram. Diego Souza não recebeu bolas. Não dá pra culpar o centroavante por conta disso.
  • Ainda foi um jogo apenas ok do Grêmio. Tudo bem, é um começo de temporada. Não dá pra achar que esse é o melhor Grêmio que vamos ver. Porém, tem Libertadores na quarta. Como ponto positivo, a marcação alta pra não deixar o Inter subir tocando bola desde a defesa. Como ponto a melhorar, a condição física que ainda tá longe do ideal neste começo de trabalho do novo preparador.
  • Fecho falando do Renato. Ele soube marcar em cima quando foi preciso e também foi esperto ao fazer o time dar espaço e sair no contra-ataque no segundo tempo. Acertou nas duas estratégias. Mais, acertou nisso e também em colocar os jovens. É isso que tem que fazer. Se a base resolve, usa eles!

Ferreira foi o melhor dos titulares do time – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque