Entre pro time

Grêmio

O que Barrios e Kannemann pensam sobre a semifinal da Libertadores

Publicado

em


Destaques de Barrios: Grêmio joga igual em todos os lugares. Eles não vão mudar a forma de atuar, mesmo no Equador.

Destacou mais de uma vez que o time deles é muito rápido, os primeiros minutos são os mais difíceis, mas o Grêmio tá preparado pra passar dificuldades. Vai ser normal passar sufoco em algum momento do jogo. Não dá pra imaginar que será fácil.

Os jogadores sabem que há muito tempo o Grêmio não joga uma semifinal de Libertadores e é preciso dar valor a isso. Chegou a dizer que não é todo dia que se disputa uma fase tão importante da competição.


Acredita que todo o Brasil vai torcer porque é o representante brasileiro.

Lembrou que o centroavante titular deles não vai jogar lá, mas que estará em campo na Arena. Então, o time vai jogar diferente e é preciso entender estas mudanças.

Destaques de Kannemann: Semifinais de Libertadores são jogos muito tensos, mas é hora de fazer o que o Grêmio sempre fez na temporada. Não é hora de inventar.

O calor lá é bastante forte, umidade de quase 80%, mas o jogador comparou o clima com o do nordeste brasileiro. Nada que eles não tenham passado.

Eles acreditam que o Barcelona usará a velocidade pelos lados como sua principal arma.

Falou que conhece Ariel, ex-Inter, dos tempos de México e Argentina. É um jogador muito forte, tem seu ponto forte na força física, mas não é tão rápido, esse é seu ponto fraco. Ariel normalmente é reserva e entra no segundo tempo.

Aqui a coletiva na íntegra:

Facebook Comments

Fazer comentário

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque