Entre pro time

Grêmio

O que aconteceu em mais uma derrota do Grêmio contra o Flamengo

Publicado

em

Divulgação

  • Não tem como não falar do jogo sem dizer que a vitória do Flamengo só aconteceu por um pênalti mal marcado. Não foi pênalti. Isso mudou o resultado. Tem que pontuar aqui.
  • Fora isso, agora vamos ao jogo em si. O Flamengo foi muito superior no primeiro tempo e só não fez dois porque o Paulo Victor salvou em chute do Gabigol. O primeiro tempo foi deles.
  • O segundo tempo foi tricolor. Foi muito tricolor. O Grêmio teve 68,5% de posse de bola, 10 escanteios contra nenhum dos cariocas e 22 chutes a gol contra 9 dos caras. Ou seja, em números, não dá pra reclamar. Desta vez, o time do Renato não foi atropelado como anteriormente. Uma pena que mais uma vez houve a derrota.
  • Geromel saiu dizendo que o Grêmio errou no último passe. Eles iam bem até a entrada da área. Na hora de dar o passe pra alguém finalizar pro gol, o erro acontecia. Penso que foi exatamente isso. Os caras fecharam muito bem na defesa e ninguém conseguiu acertar um passe pra furar a retranca deles.
  • Maicon fez várias boas jogadas e outras nem tanto. Quase entregou um gol. Confesso que fiquei na dúvida se sua partida ou boa ou apenas mediana.
  • Paulo Victor salvou quando precisou. O cara é sempre criticado, tem que levar o mérito também. Não tem como culpar goleiro por gol de pênalti, né…
  • Não consigo entender o Renato colocar o André. Ele sabe que a torcida tá na bronca com ele. Pra que colocar? Mete o Vizeu, então? Foi só pra Arena inteira vaiar o André. Renato errou feio. Estratégia errada.
  • Outra, Michel começou jogando. Ok, escolha do treinador. Tranquilo. Só que tu tens 68% de posse de bola no segundo tempo, tá encurralando o Flamengo, claramente precisando melhorar o teu passe, e não coloca o Patrick ou o Darlan que seja. As trocas do Grêmio tinham que ser Darlan na do Michel, Patrick no meio e Pepê pra ponta, apostar na correria. Jamais o André e nem o Vizeu, sem ritmo.
  • Detalhe que, mesmo com um a mais, o Grêmio sequer soube fazer o Flamengo cansar. Nada de girar a bola rapidamente, abrir pelas pontas. Nada. Era jogar a bola de qualquer jeito pra um atacante tentar fazer o gol. Nem isso foi bem feito nesta tarde.
  • Everton Cebolinha jogou demais. Foi o melhor do Grêmio. Mesmo quando mandou uma bola na arquibancada e errou um chute que poderia ter sido gol, é preciso lembrar que ele é quem criou uma jogada que parecia impossível. Ele tirou vários coelhos da cartola durante o jogo inteiro. Cebolinha merecia ter feito pelo menos um gol. Jogou para isso.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque