Entre pro time

Grêmio

Grêmio propõe acordo com o STJD e recebeu documento confirmando erro da arbitragem

Publicado

em

Reprodução

Resumo da entrevista do presidente Romildo após a vitória contra a Chapecoense:

  • É uma coisa muito constrangedora não ter torcida. Pediu desculpas por isso, mas garantiu que tudo está sendo feito para poder reverter esse processo.
  • Não acredita que a liberação virá já para essa terça, contra o Flamengo. Acha ser mais provável contra o São Paulo, dia 02 de dezembro.
  • Fazer um acordo com o STJD é uma das possibilidades. Existe uma liminar, ela foi validada pelo presidente do STJD e pelo relator, mas o clube pensa que nem todos devem pagar por uma situação feita por algumas pessoas, que já estão identificadas.
  • A sua impressão é que a ação de quebrar o VAR é a coisa mais relevante. É a impressão que tem, que o caso se tornou maior por isso.
  • Não sabe porque ainda sequer marcaram o julgamento, geralmente isso é feito em 15 dias, mas pediu para o STJD julgar rapidamente o caso ou aceitar o acordo que está sendo proposto.
  • A ideia é fazer um Termo de Ajustamento de Conduta onde o clube corrigiria algumas coisas e receberia a liberação cumprindo isso.
  • Lembrou que acabou de ter uma decisão com dois pesos e duas medidas do STJD com um caso de racismo muito semelhante ao que aconteceu com o Grêmio anos atrás. Agora, o STJD diz que foi o fato de uma pessoa isolada e que não poderia punir todo mundo. Só que no caso do Grêmio também foi assim, um caso de uma pessoa isolada e a punição foi diferente. (Romildo não disse o caso, mas deve ser o do Celsinho, que o Brusque teve até os pontos recuperados).
  • Outra, contou que o clube recebeu a resposta do documento enviado para a Comissão dos dos árbitros da CBF e eles disseram que foi pênalti no Elias contra o América. Ou seja, que o árbitro da partida errou. Isso significa que surrupiaram uma situação importante em um jogo que poderia até ser vencido.

Romildo pediu pro STJD julgar rapidamente ou aceitar um acordo pra ter torcida na Arena – Reprodução

Resumo da entrevista do vice de futebol Dênis Abrahão:


  • Dênis pediu para o presidente da FGF, Luciano Hocsman, e ao vice da CBF, Francisco Novelletto, que ajude o clube nessa parada. Não é justo jogar com portões fechados por algumas pessoas. Perguntou por que o Grêmio tá pagando por isso? Qual pecado eles cometeram?
  • O objetivo do Grêmio é fazer 50 pontos. Tem que vencer todos os jogos que faltam. Tem que jogar a morrer esses últimos jogos.
  • Acha que as coisas vão melhorar porque não tem mais convocação de Seleção. Todo mundo tá à disposição. Agora, estão de tanque cheio.

Dênis fez pedido até pro Novelletto ajudar – Reprodução

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque