Entre pro time

Grêmio

Empresário de jogador titular do Grêmio foi preso em Brasília

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Roni, ex-atacante de vários clubes brasileiros e hoje empresário do lateral-direito Léo Gomes, do Grêmio, foi preso durante o jogo Botafogo x Palmeiras, no Estádio Mané Garrincha.

Roni é acusado de fraudar documentos no borderô das partidas. Ele e o presidente da Federação Brasiliense são suspeitos de colocar um número menor de pagantes para pagar menos impostos e um aluguel menor do estádio.

Reprodução TV Globo


O grande detalhe é que, nesta semana, Roni deu uma entrevista para o Leonardo Oliveira, no site GaúchaZH, afirmando que vários clubes da Europa estavam ligando para ele perguntando sobre o Léo Gomes, se tinha como fazer negócio.

Ainda não sabemos o que vai acontecer nesta prisão, mas isso pode até atrapalhar um negócio nesta janela se o cara continuar preso.

Mas, enfim, ainda é muito cedo para afirmar qualquer coisa.

E, antes que algum mala venha incomodar, eu não tô insinuando nada de errado do Léo. É só um fato verídico que acaba de acontecer e envolve o empresário de um atleta do Grêmio. Ponto.

Só que, pra quem não sabe, foi o Roni que entregou o vídeo do Léo Gomes para o Gabeira, auxiliar do Renato e indicou a contratação dele porque tinha futuro.

Jamais se imaginaria um negócio destes envolvendo o cara.

Só mais um bastidor que lembrei quando soube deste fato: Lembram do Musto, aquele volante argentino do Rosario Central que estava por vir para substituir o Walace? O cara estava em negociação e eu trocando mensagens via whats com ele. Um dia perguntei se tinha avançado e ele contou que seu empresário tinha acabado de se suicidar. De fato, o negócio ficou tão complicado a partir dali que ele acabou não vindo.

Aqui no YouTube tem mais:

Facebook Comments

7 comentários

7 Comments

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque