Entre pro time

Inter

Saída do Coudet passou pela arquibancada, era convicação dos dirigentes e Inter adota posição convicta sobre a multa

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter
  • Após o jogo, Coudet colocou o cargo à disposição. Sendo mais direto, pediu demissão. Queria ir embora.
  • Os principais membros da direção, presidente, Magrão Felipe Becker, ficaram tentando convencer o Coudet do contrário, a ficar.
  • Mas era um ficar até ali. Afinal, posso garantir que as duas partes sabem que uma saída deveria acontecer. O que a direção queria era que Coudet ficasse para comandar o jogo de volta contra o Juventude.
  • Digo mais, existia a chance, inclusive, do Coudet passar pelo Ju e sair mesmo assim. Estava claro para todos que o trabalho não tinha mais a aceitação dos jogadores.
  • Nao teve jeito. Os gritos da arquibancada pesaram muito forte na cabeça do argentino. Ele não queria mais ficar.
  • Nenhum jogador participou dessa reunião. E, pelas informações que temos, várias das principais lideranças não estavam satisfeitas com a forma de jogar e o trabalho conduzido pelo argentino.
  • Na entrevista, o presidente Barcellos falou em um tom que foi o Internacional quem demitiu o Coudet. Porém, ao mesmo tempo, também disse que as cláusulas do contrato são favoráveis ao clube e que Coudet sabe disso. Ou seja, indicou que o treinador também pediu demissão. E isso conta muito com relação à multa. Esse ponto não está totalmente claro, mas a direção está tranquila e indica que não terão multa, afinal, Coudet quis sair. Agora, ele terá que assinar o que disse no vestiário.
  • Pra quem pergunta, ainda não temos o nome de nenhum treinador. Apenas a pista do presidente dizendo que investiu no elenco e vai investir no treinador também. Por enquanto, o técnico do Sub-20 é quem assume interinamente.
Facebook Comments
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque