Entre pro time

Inter

O motivo para demitir Coudet, o recado para os jogadores e o perfil buscado no mercado

Publicado

em

Reprodução

Resumo do que disse o presidente Alessandro Barcellos, em entrevista coletiva:

  • Decidiram pelo desligamento do técnico Eduardo Coudet.
  • Fizeram isso porque compreenderam que chegaram a um momento onde contataram que o trabalho já não tinha mais aderência e sintonia que o futebol exige.
  • Foi um comum acordo porque o treinador também percebia isso.
  • Vão remobilizar o grupo de jogadores para, no sábado, reverter esse resultado, em Caxias. Essa foi a conversa com os jogadores no vestiário. Mostraram a responsabilidade de todos perante a torcida e ao clube. O planejamento financeiro depende dessa classificação.
  • Pablo Fernandez, técnico do Sub-20, assume interinamente.
  • Ainda não tem o perfil do treinador que virá.
  • O fato de ter um grupo versátil, facilita a chegada de um treinador. O novo treinador vai ter opções de jogo. Se tem alguma coisa nessa mudança que pode ajudar, é que o grupo é versátil e o treinador poderá se adaptar.
  • Quando a direção é criticada por não fazer a mudança, tem que pensar onde e quem irão buscar para treinador.
  • A enchente e o fato de jogar fora de casa prejudicou. Coudet gosta de times com intensidade. E não estão conseguindo ter intensidade. Coudet teve que mudar o jeito de jogar, tentou adaptar e não conseguiu.
  • A contratação de um novo treinador vai ser por critérios técnicos e não questão de custos. Tem que ter um comando à altura do grupo que montaram.
  • A demissão do Coudet foi de comum acordo e as cláusulas de saída são satisfatórias ao Internacional.
  • Conversou com os jogadores e começou a amadurecer essa decisão de saída há poucos dias. Quando sente que não dá mais liga, tem que tomar a decisão de saída. A decisão foi do clube e o treinador entendeu.
  • Falou para os jogadores que não era para pensar que o treinador saiu e estava resolvido o problema. Não está. Tem que estar forte no sábado.
  • Entre não dormir preocupado com o que está acontecendo ou não dormir para buscar solução, vai ficar sem dormir, mas pelo menos buscar solução.
  • É difícil responder qual o perfil do treinador. Coludet gostava de intensidade, mas nenhum time brasileiro está conseguindo jogar com intensidade por conta do calendário. Talvez, o Botafogo, pelo perfil dos jogadores. Em geral, são times que jogam em transição. Vai ver o que fazer. O clube tem um banco de dados com o estilo dos treinadores.
  • A direção vem cuidado que teve um retrocesso no trabalho. Antes, tinha muitas finalizações e poucos gols. Agora, tem bem menos finalizações e quase nada de gols. As situações de gols estavam ficando cada vez mais raras. Fora isso, ainda estavam perdendo a melhor defesa do Brasileirão. 
  • Não vai jogar a toalha do Brasileirão. O Botafogo abriu 16 pontos e perdeu o campeonato. Não sabe como vai ser o comportamento do campeonato também, tem gente que vai disputar Libertadores daqui a pouco.
  • Vão trabalhar para mudar o anímico do Beira-Rio. A mudança foi pensando no aspecto anímico também. Se mudar o anímico, irão disputar o campeonato.

Pablo Fernandez técnico do Sub-20 assume interinamente – Rafaela Frison/Inter

Facebook Comments
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque