Entre pro time

Inter

Como Rossi comprovou o planejamento de contratações da direção do Inter

Publicado

em


A contratação do Rossi mais uma vez mostra que a direção do Inter está seguindo com seu planejamento e apostando no mesmo perfil de contratações.

Como não tem dinheiro em caixa, e não tem mesmo, a saída está sendo apostar apenas nos chamados negócios de ocasião.

Não é nada revolucionário, mas a verdade é que quase todo jogador em fim de contrato ou que acaba tendo algum tipo de desgaste no seu clube, recebe uma proposta do Inter.


Rossi foi comprado por 3,4 milhões de euros da Chape por um time da segunda divisão da China. Só que ele se meteu numa confusão e pegou um ganho de 4 meses por lá. Diante da oportunidade, Roberto Melo agiu.

Só que ele é apenas mais um nos tantos nomes tentados. Quer ver? Aqui vai uma lista:

  • Camilo foi tentado no começo de 2017, preferiu ficar. Foi ele brigar com Jair ventura e estava lá o Inter de novo pagando um preço bem abaixo do que quando ele estava em alta.
  • Roger foi procurado ainda antes do Damião, mas foi melhor esperar encerrar o vinculo no Rio e trazê-lo de graça, apenas por luvas e salários, agora em janeiro.
  • Damião nem precisa dizer, né. Tá até agora emprestado pelo Santos, que paga parte do salário.
  • Já Rodrigo Moledo seguiu o mesmo caminho. Fim de contrato na Grécia, pré-contrato aqui e luta pela liberação.
  • Sarrafiore segue o mesmo caminho. O argentino tá esperando lá e chega aqui dia 01 de julho.
  • Patrick fez ótimo brasileiro pelo Sport, não renovou e lá foi a direção colorada novamente. Seu passe está ligado a um clube de empresários do interior paulista, mas ele assinou empréstimo de dois anos aqui.
  • Um dos poucos que a direção colocou a mão no bolso logo de cara foi o Uendel. Pagou R$ 3,5 milhões pra tirá-lo do Corinthians.
  • Klaus também foi pago, R$ 1,5 mi pro Juventude. Mas ele teve que vir, comprovar primeiro, e depois aconteceu o investimento.
  • Edenilson entra na lista porque estava apagado na Itália, veio por empréstimo. Agora precisam arrumar 2 milhões de euros até o meio do ano para pagar por ele.
Facebook Comments

1 comentário

1 Comment

  1. SaCI

    10 de março de 2018 at 09:07

    O ideal seria jogadores que dão retorno financeiro , se bem que ir todo ano pra liberta é sinal de bom trabalho, aí não adianta montar um time só de possíveis “jóias” de empresários, 2016 fizeram isso é o time caiu. Maioria desses jogadores que chegaram de graça ganham um bom salário, vaga na liberta é obrigação ou vai ser grana tostada, títulos só ruralito , brasileiro e copinha só se der uma loucura nos técnico s Cruzeiro, Palmeiras e Mengo .

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque