Entre pro time

Inter

Pottker pede pra falar e explica entrevista polêmica

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

William Pottker pediu para a assessoria de imprensa do Inter porque queria falar, esclarecer de uma vez a declaração que deu em Cascavel.

Aqui as declarações:

“A gente saí de cabeça quente, acho que em função do resultado, a gente acaba com uma dor muito forte, acaba saindo de cabeça quente. Queria dizer que, desde que eu pisei no Internacional, disse que tinha feito a melhor escolha da minha vida. Disso, ninguém pode negar, to falando do fundo do meu coração. Tô feliz aqui no Inter. Tô representando um clube que sempre sonhei em representar. Até mesmo no ano passado, num momento difícil do clube, a gente chegou triste em circunstância de um resultado, o Sasha chegou em mim e disse que era pra levantar a cabeça porque a gente ia passar por aquele momento. Era pra se sentir feliz por estar num grande clube. E comigo não é diferente. Claro, acontecem algumas coisas que, com a cabeça quente, a gente fica triste, mas são coisas do futebol, acontecem em todo lugar do mundo. ”

“Quero dizer, do fundo do meu coração, que eu me sinto muito bem aqui no Inter e quero ficar até o final do meu contrato e conquistar grandes coisas pelo clube.”

Isso aconteceu pela vaia ou algum resquícios de jogos passados?

“Impossível ter resquícios, eles me tratam muito bem aqui. Eles gritam os nomes de todos os jogadores no Beira-Rio. Pelo jogo mesmo, por ser um jogo diferente, onde a torcida de lá recebe poucos jogos, eles querem ver um bom desempenho da equipe e a gente não estava conseguindo. Eu mesmo estava tentando e errava muito. Isso causa um desconforto no torcedor. Eu como atleta tenho que aceitar e fazer o meu melhor pra ajudar o Inter.”

“Eu tô aqui no Internacional porque quero estar. O dia que eu não me sentir bem, eu sento, converso, vejo o que é melhor pra mim e pro clube. Mas acho que quando a pessoa entra no seu carro pra sair pra trabalhar, ela tem que trabalhar onde gosta e se sente bem.”

Sobre proposta pra sair.

“Eu queria deixar bem frisado que minha cabeça tá no Inter. Se aparecer alguma coisa é porque a equipe tá representando um bom futebol. Aí vai aparecer pra mim, pro Dudu, pro Cuesta, pro Nico. É um trenzinho, né? Um vai puxando o outro. Se um vai bem o outro vai bem. Vai aparecendo coisas boas pra todo mundo, até mesmo pro clube porque o clube precisa disso.”

Pra quem não acompanhou, aqui o que Pottker disse na saída do campo lá no Paraná:

Vaias para o Inter e a paixão por Nico fizeram Pottker desabafar

Facebook Comments
Fazer comentário

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque