Entre pro time

Inter

Plano do Inter com as Copas, contratações vetadas e explicação pela saída do Cesinha

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do vice Alexandre Chaves Barcellos após o jogo contra o Sport:

  • Acha importante rodar o elenco como o Chacho esta fazendo. E acha que o jogo contra o Sport foi muito sólido, muito consistente. Pensa que o Inter controlou o jogo todo, o Sport fez os gols em todas as chances que teve, mas ele gostou muito do futebol que o time apresentou.
  • Vai ser difícil jogar três competições ao mesmo tempo, mas tem que ver o lado financeiro. Quanto mais avançar no mata-mata, mais dinheiro vai entrar. A comissão técnica sabe disso, que avançar nas Copas é importante pelo lado financeiro.
  • Ele compreende eventuais reclamações do Coudet, que quer sempre tentar ter o máximo à disposição, mas o grupo é do tamanho de um clube como o Internacional, tanto que está disputando a ponta da tabela.
  • O Inter tá sempre aberto a possibilidades de negócio, mas a questão financeira é um empecilho muito grande para cometer qualquer aventura no mercado. A tendência é que o grupo até o final do ano seja este.
  • Cesinha é um jogador que tem contrato terminando com o Inter e a probabilidade é que ele não fique no clube. Foi uma avaliação interna que se fez, o jogador esteve no grupo principal e a comissão técnica tomou a decisão de não renovar. Fora isso, ainda tem a questão do investimento que teria que ser feito (R$ 800 mil) para comprá-lo e a diretoria está priorizando outras questões.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque