Entre pro time

Inter

Os erros contra o São Paulo que custaram uma vaga direta na Libertadores para o Inter

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • A derrota elimina a chance de conseguir uma vaga direta na Libertadores. O negócio agora vai ser bater o Atlético-MG, domingo, em casa, e garantir a pré-Libertadores. Sejamos justos, a vaga direta não era merecida. Por tudo que aconteceu pós Copa do Brasil, tá mais do que bom pelo menos uma chance de melhorar e classificar para a Libertadores.
  • A boa notícia é que um empate já basta para conseguir essa vaga na Pré. Se o Goiás perder ou empatar nesta quinta para o Palmeiras, a classificação estará garantida. Pelo menos isso.
  • O Inter conseguiu perdeu para um dos times mais esquisitos da história recente do São Paulo. Um time que todos os jogadores amam o treinador, mas a real é que o Fernando Diniz não consegue fazer seus times serem eficientes, vencerem jogos e tal. Mesmo assim, eles foram amplamente superiores em 80% da partida. Só depois do gol é que o Inter deu uma melhoradinha. E bem no diminutivo mesmo.
  • Penso que essa reta final de Brasileiro serviu para mostrar que nomes como Parede e Neilton não merecem uma renovação, né. Parede fez o gol (não estava impedido), mas a atuação em si não justifica um novo investimento para sua permanência. O mesmo vale para o Neilton, acredito que ele será devolvido para o Vitória.
  • Não consigo entender o Zé Ricardo. O cara mudou o time em todos os jogos até aqui. Continuidade é coisa que não existe no Inter.

Ricardo Duarte/Inter

  • Rafael Sobis conseguiu levar mais um amarelo estando no banco. Aliás, essa manchete já aconteceu algumas vezes. Ele levou amarelo no banco mais de uma vez na temporada. Isso é uma falha grave. Outro que não justificou sua temporada. Termina muito em baixa o ano e creio que não vai ficar também.
  • Uendel também levou o terceiro amarelo. Tá fora da última partida aqui no Beira-Rio. Chance para o Zé Ricardo mudar o time mais uma vez. Natanael vai ter sua oportunidade.
  • Cuesta errou no primeiro gol do São Paulo. Ele saiu para dar o bote no meio-campo, deixou espaço lá atrás e complicou tudo. Um lance parecido com a saída do Moledo no jogo aqui contra o Fortaleza. É incrível como os caras nem repetem a marcação encaixada do Odair e muito menos vão bem marcando mais alto como queria o Zé Ricardo. Deu muito errado isso.
  • Heitor sofreu com isso. Ele caiu de rendimento. Mas não sei se por ele ou principalmente porque o time tá uma desordem e estoura no cara que, por ser mais novo, toma algumas decisões erradas.
  • Quem é experiente, mas não joga bem com dois volantes é o Edenilson. O que caiu de rendimento é uma grandeza.
  • Eu sei que parece que pego no pé do Zé Ricardo, mas não é só culpa dele. O cara pegou na reta final sem ter como fazer um grande milagre. A diretoria colorada assina essa decadência de rendimento.
  • Por fim, aquela história de jogar mais perto do Guerrero ficou só no imaginário. Na prática, não esteve nem perto de acontecer. Guerrero segue isolado.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque