Entre pro time

Inter

Não tem como concordar com o que a direção do Inter fez ontem no Beira-Rio

Publicado

em

Reprodução

Desculpa, mas não há como concordar com uma das declarações do vice de futebol do Inter, Roberto Melo.

Afinal, ele estava irritado porque a televisão supostamente ajudou o Palmeiras ao mostrar o replay no lance do pênalti marcado a favor deles no jogo contra o Ceará.

Até aí, ok. Só que, bem mais do que isso, ele ficou inconformado que árbitro Ricardo Marques Ribeiro ficou 7 minutos esperando o replay da TV e o Sportv não mostrou o lance novamente.


Na sua opinião, ficou claro que o árbitro esperava o replay ser divulgado para que a informação chegasse até o quarto árbitro e, então, ele fosse avisado via rádio do que seria o certo a definir. Como não houve, o apitador escolheu uma das versões e seguiu o jogo.

Diante disso, Melo subiu o tom da voz para reclamar da televisão que não quis passar o replay e ajudar o Internacional.

Ora, mas este é um ato ilícito! Quer dizer que o Inter gostaria de vencer uma partida através de uma atitude ilegal? Foi isso que eu ouvi?

Não importa se o Palmeiras foi, supostamente, ajudado (recebi que o Sportv/Premiere só mostrou o replay após a definição da arbitragem. Do mesmo jeito que foi no Beira-Rio). O fato é que tu não pode pedir pro teu time ser beneficiado, né? É um tanto quanto “estranha” esta atitude, não acham?

Melo pode reclamar da arbitragem. O Ricardo Marques Ribeiro é um performático que adora aparecer. Quer ser mais importante que o jogo. E, na minha visão, ele errou no lance. A bola veio do cara do Santos. Só que, pedir para ser beneficiado pela televisão eu nunca tinha visto.

A direção do Inter inaugurou o anti-jogo limpo!

 

Facebook Comments

18 comentários

18 Comments

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque