Entre pro time

Inter

O real motivo da demissão de Guto Ferreira

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

Essa frase derrubou Guto Ferreira do Internacional: “Só toma gol quem tá dentro da partida. Eu, particularmente, não tenho como tomar, eu tô fora”.

A frase que ouvi é que os jogadores “ficaram putos” com o treinador. Teve cobrança interna. D’Alessandro disse na coletiva que esse assunto fica no vestiário. Ficou. Mas ali ele perdeu os atletas.

Perdeu a ponto de Roberto Melo dizer o seguinte após a demissão: “A gente entendeu que o comando técnico não vinha mais conseguindo passar a mensagem para os jogadores daquilo que ele desejava que acontecesse”.


Até poucas semanas atrás, a direção tinha certeza que Guto iria permanecer. Melo garantiu na coletiva, Damião e Pottker também.

Só que o cara conseguiu se complicar na imprensa.

Guto tinha problemas toda vez que era pressionado ou cobrado pelos repórteres. Perdia um pouco da postura. Era mais agressivo.

Pegou implicância com o Leandro Schabbach, repórter da Rádio Independente, de Lajeado. Suas respostas pra ele eram curtas, rápidas, sem conteúdo.

Não é a primeira vez que isso acontece. Em conversas com colegas de Santa Catarina e Bahia, eles confirmam que o treinador pega implicância pontuais e se complica.

Guto trabalha muito bem nos treinamentos, conhece como poucos os times da Série B. Tem suas muitas virtudes. Praticamente recolocou o Inter na Série A.

Precisa melhorar sua postura nos microfones. Vai muito bem quando as perguntas são técnico, táticas, se perde quando é pressionado.

Perdeu o grupo de jogadores e o emprego no Inter por isso!

Facebook Comments

1 comentário

1 Comment

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque