Entre pro time

Inter

Medeiros assume o seu principal erro no Inter e pede ajuda da imprensa por conta de ação na justiça

Publicado

em

Reprodução

Resumo do que o presidente Marcelo Medeiros falou na entrevista que deu para o canal do Jorge Nicola:

  • Rodrigo Dourado treinou nesta terça, tá voltando. E o Inter tem certeza que sua vontade é permanecer. Estava confiante na renovação.
  • Negou acerto com Cervi e disse que recusou proposta oficial para vender jogadores neste ano. Só não quis dizer quais.
  • Falou com Taison no Lance de Craque, tentou mais uma vez abrir uma negociação, mas não teve jeito. Vai ficar pro ano que vem, só que ai ele não será mais o presidente.
  • Aliás, contou que não tem saúde para permanecer por mais um ano. Isso já foi negado pelo Conselho, mas tinha chance de ampliar o mandato por conta do corona. Ele não quer, não conseguiria.
  • Não está preocupado com as contas que o Inter precisa pagar em euros porque a alta do euro também vai ajudar nas vendas. Se tem que pagar as compras de Boschila, Marcos Guilherme e até prestações finais do Nico e Edenilson pra Udinense, o Inter vai ganhar em euros com vendas. Dá no mesmo.
  • A preocupação dele é com a ação que o Maicon ganhou. Como advogado trabalhista, não entende como o jogador ganhou uma ação por coisas que são da essência do futebol. Pediu ajuda até da imprensa para que isso não seja confirmado. Se a decisão for validada em Brasília, os clubes terão que fazer ajustes nos salários dos jogadores. Falou em pagar menos no salário para poder bancar com estes extras.
  • Por fim, voltou a afirmar que o pior momento no Inter foi a demissão dos 44 funcionários e ao ser questionado sobre o que queria ter feito diferente, respondeu: “Não demitiria o Odair naquele momento.”

Facebook Comments

Setorista da dupla Gre-Nal. Torcedor do Tottenham e do Real Madrid. Fã de futebol inglês.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque