Entre pro time

Inter

Estratégia por títulos e agrados ao ouvir “Inter de Coudet”

Publicado

em

Reprodução

O Inter divulgou a segunda parte da entrevista com Eduardo Coudet. Aqui algumas das coisas que ele disse na conversa:

  • Não há um teto, um limite, a melhor forma do time jogar não se encontra nunca. Tem é que seguir sempre melhorando.
  • Acredita que tem tudo que necessita aqui porque a direção cuida que tudo funcione da melhor maneira, o dirigente esportivo (Rodrigo Caetano) e ele tem uma grande relação… Então, gosta do que chamou de “família grande” no Inter. Agora, o tempo é que vai fazer com que esse grupo seja cada vez mais firme.
  • Coudet repetiu o que disse na sua apresentação: gosta de um clube passional, de pessoas que demonstram essa paixão no trabalho no clube.
  • Tanto no Rosario quanto no Racing, ele ficou pelo menos dois anos nas equipes. Quer ter pelo menos os dois anos aqui, mas sabe que é futebol e os resultados é que mandam.
  • Na sua visão, ter convicção do que fazer e ter um projeto, é que vai deixá-lo mais perto de conquistar os títulos. Só que ninguém pode prometer títulos porque não se sabe se vai conquistá-los. O que ele tem que fazer é trabalhar.
  • Comparou o Gre-Nal com Rosario x Newell’s porque concentra tudo em um cidade e todos vivem isso com muita paixão.
  • Ele fica muito feliz quando falam “Inter de Coudet” porque quer dar uma identidade para equipe. Quer que as pessoas se sintam identificadas com essa equipe também.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque