Entre pro time

Inter

Indícios de Moisés no banco, problemas com Patrick e Edenilson na Seleção com ajuda do Aguirre

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do técnico Diego Aguirre após o empate com o Atlético-GO:

  • A sua avaliação é que, hoje, o Inter está melhor do que quando ele chegou. Porém, o time tem ser melhor do que foi neste jogo.
  • Não dá pra comemorar esse ponto. Veio por outro resultado, pela vitória, mas não conseguiu. Citou a bola na trave do Heitor como caso de bola que poderia ter entrado.
  • Jhonny começou jogando buscando manter o equilíbrio defensivo. Não queria mudar muito a característica do time. Imaginou um jogo fechado, jogo para ganhar de um gol. Sua ideia era ganhar no segundo tempo. E, às vezes, para ganhar, tem que defender bem.
  • Jhonny é um menino de 19 anos, tá começando no futebol, tem que dar tempo, não pode botar nele a pressão do time. Ele se entregou, correu, lutou.
  • Moisés tem experiência, muitos jogos no Inter. Isso ele dá valor. Estão brigando por uma posição, mas sabe que o Paulo Victor entrou bem nos últimos jogos.
  • Admitiu que Patrick está irregular, mas lembrou que ele fez um jogo perfeito contra o Flamengo. É um bom jogador, que tem que ser um pouco mais regular no rendimento. É normal ter fases. Explicou que uma parte importante do seu trabalho é passar confiança aos jogadores. Não mudar muito por um rendimento.
  • Elogiou que Maurício entrou muito bem no jogo. Gostou dele.
  • Nos 15 dias de folga ate o próximo jogo, terão que melhorar a atuação que teve hoje. O clima de trabalho é bom.
  • É muito cedo pra definir quem vai jogar contra o Sport. Vai definir apenas três ou quatro dias antes. É uma coisa estranha, coisa rara, ter tempo entre um jogo e outro.
  • A convocação do Edenilson deixou todo mundo feliz. Como mudou seu posicionamento, colocando mais no ataque e pela direita, acrediota que isso tenha ajudado na convocação.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque