Entre pro time

Inter

Carvalho compara sistema do Inter com Guardiola e Klopp e diz não entender torcedores

Publicado

em


Fernando Carvalho esteve no programa Bairrista Futebol Clube na tarde desta terça-feira.

Aqui algumas coisas que ele falou na conversa:

  • “Achei que o Inter, nesses últimos tempos, pela primeira vez enfrentaria o Grêmio em um nível de competitividade adequado. Não fiquei decepcionado quanto a isso, mas claro, me decepcionei com o resultado.”
  • “Em 2002, estávamos há 2 anos e meio sem vencer Gre-Nais. Não vencemos nenhum clássico naquele ano, mas no ano seguinte viramos a chave, a partir de Grêmio 1 x 2 Inter, gols de Vinicius e Daniel Carvalho.”
  • “Esta derrota não tem que sinalizar o lado negativo, e sim o positivo. Após muito tempo, enfrentamos o Grêmio de igual pra igual, mesmo com 1 jogador a menos na maior parte do jogo.”
  • “Espero que a diretoria consiga manter o trabalho de Coudet. É um treinador com uma ideia nova, muito nova, que adequa os jogadores à sua ideia de jogo.”
  • “Coudet quando está com a bola é um 3-5-2 e marca em um 4-4-2 quando está sem a bola. É uma grande inovação que nós temos aqui. Vi isso no time do Guardiola, o Klopp de vez emq quando, não sempre.”
  • “Estou gostando do trabalho do Coudet e não podemos perder o que estamos construindo. É um processo de construção.”
  • “Coudet mudou completamente a forma do clube jogar. Ele escalou duas equipes e as duas equipes jogam da mesma maneira. Isso é um bom trabalho.”
  • “Não entendo porque um atleta da casa, identificado com o clube, é tão facilmente colocado em situação de constrangimento pelos torcedores.”


 

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque