Entre pro time

Grêmio

Maicon em noite simbólica, Borja se pagando, veteranos resolvendo e Villasanti teve estreia apagada

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • O Grêmio conseguiu uma goleada de 1 x 0. O jogo foi ruim, mas pelo menos o time jogou na proposta que o Felipão queria. Ou seja, jogou mal, mas venceu. É isso que ele quer, foi isso que os caras fizeram.
  • A partida tem outra simbologia, que é o fato do Felipão começar apostar novamente nos veteranos e entregar pra eles a responsabilidade de virar essa fase ruim. Colocar Rafinha na esquerda e Maicon no meio é um claro sinal de que, como os guris sentiram, chegou a hora dos veteranos.
  • O jogo tem uma cena que pode ser colocada em um quadro caso essa seja, de fato, a partida da virada de chave. Foi o fato do Maicon, mesmo lesionado, ter dado a assistência pro Alisson entrar na área e sofrer o pênalti. Isso porque Maicon tinha sentido minutos antes. Ele claramente abriu a musculatura da coxa. Só que resolveu ficar em campo e, mesmo lesionado, deu a pifada. Logo após, saiu chorando, na maca. Mas deu o espírito que o time precisava ver pra sair dessa fase ruim.
  • Por conta desse episódio, coloco o Maicon como o melhor em campo. Em um único lance, ele mostra o porquê é diferente. Pra mim, o melhor. Uma pena que seu corpo, mais do que nunca, mostra que não há mais condições.

Maicon saiu chorando de campo – Reprodução

  • Porém, o voto do Maicon é mais pelo que ele significou na vitória. Se for olhar só o campo, o Chapecó foi o que mais se destacou. Pegou bola quase no ângulo. E ainda saiu do gol com uma intensidade absurda. Ele foi o destaque, mais uma vez.
  • Ah, outra, teve uma bola que ele não buscou, mas ela explodiu no travessão. Isso é um indicativo que as coisas podem estar mudando, de fato. Futebol é momento também. Tem horas que tudo dá errado. Quando tu faz por merecer, as coisas acontecem a teu favor também.
  • Borja e Alisson também foram destaques. Borja pela frieza em marcar o gol. Um belo gol, mesmo que de pênalti. A sua contratação tá se mostrando muito acertada. Principalmente pela lesão do Diego Souza. Afinal, ficou evidente que o Ricardinho não conseguiu matar a responsabilidade no peito.
  • Alisson foi um dos que mais lutou, correu, brigou, disputou. Isso é o que a torcida mais cobra dos jogadores. Óbvio que não é tudo, mas toda hora cobram entrega, ele tá tendo. E com um futebol interessante ainda.
  • Douglas Costa teve uma jogada boa. Quando foi pra linha de fundo e cruzou pro Borja, que quase guardou. De resto, fez um jogo regular.
  • Não achei nada demais a estreia do Villasanti. Bem pelo contrário. Achei apagado. Deu poucos toques na bola e ainda errou demais. Indo pros números, deu 40 passes e acertou apenas 26. Teve apenas 65% de percentual de acerto. Isso é pouco.

Pra mim, Villasanti fez uma partida apenas mediana – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque