Entre pro time

Grêmio

Ferreira de novo o melhor, Matheus Henrique bem, Thiago Santos preocupa e Churín não consegue

Publicado

em


  • Bom, nem preciso falar que o Ferreira tá acabando com as partidas do Grêmio. Virou o melhor jogador disparado do time. Deu a assistência para o primeiro gol cruzando na cabeça do Matheus Henrique e ainda fez dois gols. Olha, o que nível dele hoje já é, no mínimo, igual ao do Pepê. Se bobear, vai jogar tanto quanto o Cebolinha. Ele dribla, dá assistências e faz gols. E um deles subindo de cabeça ainda. Tá com repertório muito bom.
  • Matheus Henrique foi o segundo melhor. Como ele cresce tendo uma proteção. Foi assim quando tinha o Darlan e agora com o Thiago Santos. Tá claro que sua última temporada foi abaixo do que sabe jogar. Tem que recuperar a bola que jogava antes.
  • Thiago Santos estava muito bem até sair. Mais uma exibição muito consistente dele, segurando a onda na frente da zaga e saindo. Só que a péssima notícia foi sua lesão. Pra quem não viu, ele saiu acusando dor intensa na coxa direita. Ainda não sabemos a gravidade, mas qualquer mínima lesão hoje praticamente o tira do Gre-Nal do Beira-Rio pelo menos. Má notícia.
  • É preciso reconhecer que o Rafinha tem se mostrado muito útil. Seu cruzamento no gol de cabeça do Ferreira foi qualquer coisa digna de lateral diferenciado. A real é que a contratação foi sim importante. A contestação da época era a palavra da direção, que mais uma vez cedeu pro Renato, e o fato do Vanderson perder espaço. Mas o jogador em si é muito bom. Inegável.
  • É interessante ver o Lucas Silva jogando um pouco mais adiantado. Ele sempre foi segundo volante no Cruzeiro. Aqui, jogou como primeiro, só que essa não é sua preferência. Não acho que tenha sido brilhante, mas pode ser melhor aproveitado jogando onde gosta.
  • O Grêmio tá classificado. Cumpriu seu papel e um pouco mais. Afinal, tá com 100% de aproveitamento. Óbvio que, tirando o Lanús que é um bom time, o nível da competição é baixo, mas o Tiago Nunes fez sua parte.

Matheus Henrique jogou com mais liberdade e chegou na área para fazer seu gol – Lucas Uebel/Grêmio

  • A partida não foi tão fácil assim. Afinal, de novo a aérea vazou. Falha no sistema de marcação. E peço calma na avaliação pra ser definitivo que o sistema de marcação não vai funcionar. Não adianta, a única maneira de corrigir isso é treinando e treinamento muito. Por isso que tá vazando. Só o treino vai resolver.
  • E uma prova que a partida não foi tão fácil que o Sandy saiu na cara do Brenno ainda no primeiro tempo. Poderiam ter complicado demais. Falha do Ruan e do Diogo Barbosa. Ruan que não conseguiu bloquear o lance e o Diogo que deu condições de jogo, não fez bem a linha de impedimento.
  • Diego Churín é que não consegue jogar. É muita força, muita entrega, empenho. Jamais podem dizer que falta vontade dele em campo. A torcida jamais poderá protestar por falta de raça. O problema é que falta o que o Diego Souza tem de sobra. Churín pode render sendo centroavante brigador, cabeceador. Não é nem perto do seu titular. Por isso que não dá pra cobrar só entrega, tem que ter bola também.
  • Lamento que o Ricardinho não tenha dito sua chance no ataque, mas tenho convicção que o Tiago Nunes tá colocando os veteranos pra jogar até pra não ter reclamação depois. Se continuar assim, certo que vai colocar pra jogar os guris.

Apesar da contratação cheia de idas e vindas da direção, Rafinha é um baita jogador, não tem como negar – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque