Entre pro time

Grêmio

Felipão faz questão de dar os méritos a quem merece no desenvolvimento de Arthur

Publicado

em

Reprodução

Em entrevista para a TV Esporte Interativo, Felipão foi muito sincero ao falar sobre Arthur.

O repórter perguntou se Felipão tinha visto ele jogar e dito que ali estava um diamante. De maneira educada, o treinador corrigiu.

“Não, não falei não. Quando dei oportunidade pro Arthur foi contra o Aimoré, o Avenida, no Campeonato Gaúcho, mas o Arthur não tinha totalmente desenvolvida essa qualidade que hoje apresenta. Quem desenvolveu essa qualidade, quem deu a chance foi o Grêmio, mas foi o Renato. Renato foi quem desenvolveu a capacidade no Arthur.”


Felipão explica que deu poucas oportunidades pro Arthur porque, naquele momento, via outros atletas melhores do que ele. Walace e Pedro Rocha foram citados como atletas que já estavam num patamar superior.

Aqui o link pra ver a entrevista no site da TV Esporte Interativo.

Facebook Comments

4 comentários

4 Comments

  1. marcelo

    20 de março de 2018 at 18:13

    Felipão deveria voltar ao grêmio de alguma forma…. MUITOS jogadores que estão no grêmio ou já foram vendidos foram lançados por este cara….. a virada do grêmio começou nesse cara. Essa é a real.

  2. Charles

    20 de março de 2018 at 16:14

    Ah, sei não. Se fossem só jogadores do nível do Walace, entenderia, mas o Felipão deu mais minutos pra Araújo, Kaio, se bobear o tal do Moises também, e acho que mais uns outros cabeças de bagre que eu nem lembro mais. Tudo volante.
    Eu acompanhei o Arthur desde a Copa SP, provavelmente de 2013 (ou 14). Já jogava que era uma barbaridade. Ele ainda não tinha a desenvoltura dos dias atuais, mas no domínio e passe era muito rápido, não errava nada. Com o Felipão, Arthur atuou apenas por 45 MINUTOS. Creio que o jogo era contra o Aimoré, fora de casa. Saiu no intervalo. Lembro pouco, mas no pouco que pegou na bola ao menos não fez merda. O time do Grêmio era ainda muito desorganizado na época, inclusive creio que chegou a perder essa partida.
    O Grêmio tem/tinha a cultura de formar volantes fortes fisicamente, marcadores. Tenho quase certeza que isso influenciou muito no não aproveitamento do Arthur, que é baixo e está longe de ter no físico e na marcação a principal qualidade. Ficamos sabendo, inclusive, que no começo do ano passado ele quase foi emprestado ao CEARÁ, junto do Lima. Penso que a venda do Walace e as constantes lesões do Maicon meio que forçaram Grêmio e Renato a utilizá-lo. Para nossa sorte, ele entrou em um time entrosado, jogou demais e levantou a América. Isso fez subir seu valor de mercado, e muito, mesmo que com já 21 anos. Se tivesse, de repente, estourado aos 19, talvez fosse ainda mais valorizado.

  3. André Gomide

    20 de março de 2018 at 13:14

    Esse é muito sincero.

  4. Felipe Cassol

    20 de março de 2018 at 12:29

    Mito! Felipão eterno tricolor!

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque