Entre pro time

Grêmio

Explicações do presidente Romildo sobre a venda do Luan

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Declarações do presidente Romildo para o Marcelo Salzano, da Rádio Bandeirantes, sobre a saída do Luan:

“Nós fizemos uma venda de 5 milhões de euros, à vista, por 50% dos direitos econômicos. O que significa uma transação, em tese, de dez milhões de euros, que é um valor de mercado que nós entendiamos razoável que o jogador tem hoje.”

“Nós estávamos num risco iminente logo ali na frente, tivemos a recusa do jogador e do seu procurador de avançar nessa situação (da renovação). E isso é legítimo, não te problema nenhum, faz parte da estratégia. Eles estão amparados na legislação nacional.”


“Poderíamos chegar daqui um ano sem absolutamente nada, zero. Então, o Grêmio resolveu fazer aquilo que lhe compete administrativamente, o mais saudável, o mais razoável. Aquilo que efetivamente estava ao seu alcance. Pra nós, dentro do possível, no cenário estabelecido, no quadro montado, o Grêmio não saiu contemplado, mas saiu sem prejuízo.”

“O jogador me relatou que o seu ciclo, fazendo de uma maneira muito educada, de uma maneira muito cordial, elegante, tranquila, me disse que entendia que seu ciclo estava esgotado, que seu ciclo tinha terminado e ele desejava ir para outros ares. Isso foi através de uma telefonema. E, nesta condição, levando em conta a recusa de discutir a renovação do contrato, nós entendemos que estava tudo sinalizado para nós tomarmos essa atitude.”

“O Grêmio tem Jean Pyerre, o Grêmio tem o Patrick e pode buscar o Thonny Anderson que tá encerrando o contrato. O Grêmio pode buscar soluções em casa e no mercado externo. Vamos ver como vai ficar essa condição no plantel. Vamos estabelecer um debate bem forte para ver se o que temos nos atende.”

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque