Entre pro time

Grêmio

Estratégias para a vitória, força do Ricardinho, Matheus meia, conversa no intervalo e moral pro Paulo Victor

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do técnico Tiago Nunes após a vitória no Gre-Nal do Beira-Rio:

  • Pediu para passar pro torcedor que o jogo foi tratado com muita humildade e pés no chão dentro do vestiário. Eles sabem que não venceram absolutamente nada e tem que trabalhar muito para merecer a conquista do título Gaúcho.
  • O meio-campo já venceu até o Gre-Nal no Beira-Rio, tem potencial técnico e defensivo equilibrado.
  • Um jogo como esse tem ciclos, ciclos que o adversário é melhor, que o Grêmio é melhor. E ai o aproveitamento fala por si. Quem tem um pouco mais de aproveitamento, consegue a vantagem.
  • Importante ressaltar o quanto a equipe competiu mesmo tendo um jogo extremamente físico contra o Lanús e conseguiu suportar um jogo com tanta intensidade. Isso que o Inter tinha dois dias a mais de recuperação.
  • Já acompanhava o Matheus Henrique desde a base, ele veio como um meia mais avançado no São Caetano. É um organizador de jogo e tem capacidade de jogar mais atrás ou mais na frente. Depende do adversário, vai mudando esse posicionamento.
  • Não tem uma estimativa de quando o Kannemann vai voltar. Ele tem feito trabalhos para ter suporte não só para jogar um jogo, mas toda a temporada.
  • A força de vontade e o equilíbrio emocional do Ricardinho chamam a atenção. Mesmo com tudo que aconteceu, conseguiu manter o foco no que quer fazer dentro do clube. Sobre seu jeito de jogar, além de saber fazer o pivô, o fato de ser rápido para atacar os espaços, ajuda muito.
  • O inicio positivo não pode servir para criar um exagero em relação a expectativa. Tem que manter a expectativa em relação ao jogo a jogo. Ainda tá num processo de conhecimento do grupo. A temporada é longa, tem muitos jogos pela frente.
  • A conversa no intervalo foi muito mais de conversas pontuais de ajuste de posicionamento. Os atletas tem maturidade e ajudam a corrigir isso. O elenco é muito competitivo, busca vencer sempre. Isso dá sustentação para qualquer treinador.
  • Finalizou a coletiva dizendo que a comissão técnica tá cuidando de todo mundo. A ideia é passar tranquilidade para o Brenno, mas como ele foi convocado, outro goleiro que terá que atuar. E Tiago não descartou nem o Paulo Victor, disse que ele tá no contexto de treinamento e, se for o caso, será utilizado também. PV nem no banco ficou no Gre-Nal. Foi o Gabriel Chapecó quem ficou.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque