Entre pro time

Inter

Um mito que os colorados devem entender sobre as premiações do Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

Alexandre Barcellos, vice-presidente do Inter, falou na FOX que talvez os clubes que disputam a Libertadores tenham que “sacrificar” sua participação na Copa do Brasil porque faltarão datas para disputar todas as competições nesta temporada.

Depois, deu uma outra entrevista, desta vez na Rádio Grenal, afirmando que a prioridade do Inter neste ano deve ser focar em Libertadores e Copa do Brasil, que são competições que pagam mais.

Essas declarações podem pegar muita gente de surpresa porque a Copa do Brasil é tida como a que mais paga só que não é verdade. O Brasileiro é o campeonato mais lucrativo. Quer ver? Vamos lá:


  • Em 2019, mesmo terminando na sétima colocação, o Inter recebeu R$ 85,5 milhões da Globo e da TV Esporte Interativo.
  • Neste mesmo ano, apesar de ter chegado na final, a Copa do Brasil rendeu R$ 33 milhões. Um ótimo valor, mas nem metade do Brasileiro.
  • Eliminado nas quartas da Libertadores, a Conmebol pagou um total de R$ 22 milhões para o Inter.

Isso significa que o Brasileirão ainda paga bem mais que os outros e deve ser valorizado.

E antes que você diga que a cota do Brasileirão não muda muito, existe um bom valor fixo. Isso é uma meia verdade. Afinal, se os clubes reduzirem o tamanho dele, seguramente a Globo e o EI não vão querer pagar a mesma quantia que pagam atualmente. Quanto menos jogos, menos eles faturam.

Aqui no blog do Allan Simon dá pra ver quanto cada clube brasileiro ganhou no Brasileirão. O Grêmio, quarto colocado, conseguiu um total de R$ 99 milhões. 

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque