Entre pro time

Inter

O que de fato aconteceu para o Inter conseguir perder para o Corinthians

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • Sabe aquela pressão, aquela intensidade, aquela vontade do jogo contra o Flamengo? Então, ela não apareceu. Nem perto disso. O Inter jogou com 50% da velocidade daquele jogo. Tudo bem que a proposta do Corinthians é diferente, mas a real é que o Inter ficou quase o tempo todo com a bola, mas o que se viu foi um time trocando bolas lentamente e que parecia sem gana de vencer. Resultado? Perdeu.
  • E perdeu porque Cuesta, novamente, falhou. O tempo de bola que era o seu forte foi pro espaço. Mais uma vez, leva um drible e compromete o time. Cuesta precisa sair. Tem que ir pro banco e, aos poucos, reconquistar confiança. A temporada não é nada boa pra ele. Eu sugeriria até um trabalho especial de umas duas semanas focando só na parte física. Ele tá um segundo mais lento que todo mundo.

 

  • Zé Gabriel precisa de dois reparos. Teve um lance que ele rouba a bola do cara, gira sobre ela, sai jogando lindamente e tenta uma metida em meio a cinco do Corinthians. Ou seja, recuperou a bola pra perder novamente. Ele precisa ser mais inteligente. E, no gol, também acompanhou mal o atacante deles. Ficou olhando pra bola e deixou o cara passar nas cotas.
  • Sabe quantos chutes no gol o Inter deu? Nenhum. Absolutamente nenhum dos chutes acertou as três traves. Desde jeito, só se o Corinthians fizesse um gol contra. Não tem como vencer assim.
  • Na real, a única chance foi logo no primeiro minuto de partida.
  • A culpa disso tudo é muito mais dos jogadores do que do Coudet. Foi um dia sem intensidade de quase todo mundo. Porém, gostaria de ver o Yuri Alberto em campo mais cedo. O Inter perdendo e o Coudet meteu o Yuri só aos 45 minutos do segundo tempo. Repito, a culpa da derrota não é bem do treinador, mas isso poderia ter acontecido antes.
  • Entre decisões nada inteligentes da noite está a do Thiago Galhardo. Aos 49 do segundo tempo, ele dá um carrinho e ainda levanta a perna no meio das pernas do Otero. Óbvio que mereceu ser expulso. Levou o vermelho e ainda reclamou. Queria entender por que reclamou. Ou alguém acha natural meter o pé no meio das pernas do outro?

Imagem


  • Uma derrota contra o Corintians, na Arena deles, não é nada sobrenatural. Agora, é preciso analisar o contexto. Esse é o pior Corinthians em muitos e muitos anos. Talvez, desde antes do Tite não tenha um time tão ruim. Eles não tem nada demais. Vão apenas passear no Brasileiro. Era jogo pra vencer.
  • Fora isso, vencer significaria virar o turno na liderança do Brasileirão. Tem algumas coisas que são simbólicas no futebol. Vencer em momentos cruciais é uma delas. Tem jogos estratégicos, momentos do campeonato, que um time vencedor precisa dar uma demonstração de força. Mais uma vez o Inter peca nisso. Tem tudo pra perder a liderança.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque