Entre pro time

Inter

Destaques do empate do Inter em 2 x 2 com o River

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

Foram dois tempos completamente distintos. Como se fossem dois jogos dentro de um só. A partida me lembrou, inclusive, aquela contra o Tigres aqui no Beira-Rio, em 2015. O Inter saiu enlouquecido na marcação sob pressão, roubando bolas no campo adversário e não deixando o River respirar.

O grande problema é que tudo isso durou pouco tempo. 45 minutos no máximo. O segundo tempo foi todo do River, só os caras jogaram e o empate acabou não sendo um crime por conta disso.

  • O primeiro gol acontece em uma jogada que começa com D’Alessandro abrindo o jogo de um lado para o outro e termina com o Nico finalizando de coxa/joelho. Talvez represente bem o que significa  este modelo de jogo do Inter de Odair. Um time que faz boas jogadas, mas acaba sendo indo pro cruzamento.
  • O segundo gol é mérito total do Edenilson, que vive um dos seus melhores momentos da carreira. Ele rouba a bola, avança e finaliza.
  • Gostei demais do lateral-direito Bruno, a surpresa do time. Ele foi bem melhor que o Zeca, é preciso ser justo. Marcou mais, muito mais. E no ataque fez o mesmo que o Zeca.
  • Dourado é que foi gigante. Talvez o único que tenha sido o mesmo o jogo inteiro. Marcou como um monstro, nos dois lados.
  • Moledo foi outro que jogou bem demais. Não lembro dele perder uma sequer.
  • Patrick foi um vagalume. Boas jogadas, jogadas ruins. Muito irregular. Não sei se vale a pena ter alguém assim em campo.


  • No vestiário, Gallardo foi muito melhor que Odair. Se no primeiro tempo, Odair fechou a frente da área e não deixou os caras deles jogarem, no segundo Gallardo mexeu no time, colocou o De La Cruz e trouxe o jogo todo pra ele. Neste duelo de treinadores, o colorado começou ganhando e terminou perdendo.
  • O jogo mostra que o time colorado ainda tem muito a evoluir. É um jogo que precisa deixar demonstrações de maturidade, que eles ainda precisam aprender a continuar jogando, mesmo quando já estão vencendo.
  • Mais, mostra que grandes times como o River nunca desistem, sempre dão demonstrações de força quando menos se espera.
  • River teve mais de 60% de posse de bola. O Inter, pouco mais de 30%. Ok, os caras não ameaçaram tanto, mas mostra que eles estavam mais com a bola.
  • A lamentar as vaias no Beira-Rio. Foram poucas, é verdade. Mas não dá pra achar que tu vai empatar com o River, encaminhar a classificação, e vaiar o Iago e no final do jogo. Difícil entender.

Acompanha meu canal no YouTube ai:

Facebook Comments

28 comentários

28 Comments

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque