Entre pro time

Inter

Destaques da vitória emocionante do Inter por 3 a 2

Publicado

em

Foto: Ricardo Duarte/Inter

O Inter começou avassalador, fez 2 a 0 com Sasha forçando o zagueiro a meter contra e D’Alessandro cobrando falta na medida pro Cuesta. Depois, o time simplesmente parou de jogar. Levou dois gols bobos e por desatenção. Um na bola alta e outro com Danilo Silva chegando atrasado e fazendo pênalti. A virada só não aconteceu porque o juizão não viu um outro pênalti de Alemão, que tocou de leve no pé do cara do Criciúma que iria chutar. Por sorte, Guto colocou Camilo e Carlos. Camilo lançou do campo de defesa e Carlos, na cara do goleiro, só deslocou e foi comemorar. 3 a 2 no final.

O time pareceu um pouco imaturo em alguns momentos. Na real, o que aparenta é que os boleiros estão de saco cheio da Série B. Quando querem, vão lá, metem uns gols e depois param de jogar. E, embora todo mundo seja humano a ponto de entender que isso é normal, esse não é o comportamento ideal.

Destaque pra Carlos, que fez o gol, se ajoelhou com as mãos no rosto e chorou. Desde o começo de agosto, o atacante não sabia o que era marcar. Na entrevista, ainda com olhos cheios de água, dedicou o gol pra esposa.


Guto acertou em colocar Camilo na de D’Alessandro. Jogando pelo centro ele tem visão de jogo e consegue fazer bons passes.

Rodrigo Dourado levou o terceiro amarelo. Não joga contra o Ceará, sábado que vem, no Beira-Rio.

Importante que na projeção atual, se o Inter vencer, estará na Série A de 2018.

Facebook Comments

Fazer comentário

Comenta ai o que achou

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque