Entre pro time

Inter

D’Ale conta bastidores do Taison faz pedido pro Edenilson e cita Fábio, Alex e Sobis na coletiva

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

Resumo da coletiva de apresentação do D’Alessandro:

  • Falou que serão os último quatro meses como jogador de futebol. Mas quer se sentir atleta. Tem que estar como atleta. Se vai jogar ou não, é outra coisa. Medina é quem vai definir se ele entra ou não. Se for pra jogar dois minutos, vai estar pronto. Se for só pra ajudar fora, também.
  • Quer comprometer o grupo a ganhar títulos. E o primeiro é o Gauchão. Faz cinco anos que não ganha, tem que ganhar.
  • Não voltou ao Inter pelo que ganhou, voltou porque a diretoria, o treinador e o grupo, acreditam que ele pode contribuir. A partir disso, é só ajudar.
  • Disse que não tem como competir com um guri de 20, mas não vai ficar muito atrás. O guri vai sentir o bafo atrás nas costas.
  • A partir do dia 01 de maio, vai deixar de ser jogador de futebol. Irá tirar férias e só depois ver o que fazer.
  • Contou que teve várias conversas com o presidente para dizer que quer ajudar, não quer atrapalhar.
  • Combinou que irá nas cidades do interior porque precisa se despedir do torcedor. Mesmo quando não puder jogar, quer ir para se despedir, ter contato com os torcedores.
  • Falava com Taison durante o ano e acha que o emocional dele foi muito difícil. Ele assumiu muitas responsabilidades. E num time precisa de cinco, seis, até sete jogadores que assumam a responsabilidade. E precisa ter mais gente assumindo responsabilidade no elenco.
  • Agora, sua missão vai ser trabalhar para Taison fazer 25 gols na temporada. Quer que ele faça uns 10 gols nos quatro meses que vai estar aqui.
  • Também quer ajudar o Edenilson a continuar indo pra Seleção Brasileira e disputar a Copa. Vai trabalhar pra isso. Pediu que Edenilson fique porque precisa desfrutar e jogar com ele estes próximos quatro meses.
  • Por sua vontade, quis pra mandar um abraço pro Fábio goleiro, disse que ficou triste com a saída dele do Cruzeiro, do jeito que foi. Falou pra ele ficar tranquilo que ainda vai acontecer a despedida que ele quer.
  • Citou que Alex e Sobis mereciam uma despedida diferente. Eles se identificaram muito com o Inter e não saíram bem daqui. Mas acredita que sempre tem tempo e o Inter é um clube que reconhece.
  • Ainda não sabe o que fará após se aposentar. Além do curso de técnico, fez o curso de gestão também. Quer ficar no vestiário pra não ser tão duro o golpe de se aposentar. Mas sua cabeça ainda tá como atleta.

Ricardo Duarte/Inter

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque