Entre pro time

Inter

Como o Inter pretende conseguir contratar o substituto do Boschilia

Publicado

em

Reprodução

Rodrigo Caetano falou com a Rádio Bandeirantes e confirmou que o Inter está vasculhando o mercado em busca de um substituto do Boschilia.

Mas pra esse cara vir ele precisa preencher um importante requisito: Ser viável financeiramente para o Inter.

E isso significa não ter que investir nada na contratação. Contratar apenas pelo salário. Seja um jogador que esteja encostado no seu clube, perto de ficar livre no mercado ou que venha por empréstimo.


Boschilia só volta daqui uns seis meses – Ricardo Duarte/Inter

Frases do Rodrigo Caetano sobre isso:

  • Como repor Boschilia: “No futebol, não tem outra forma se não buscar alternativas dentro do próprio elenco e também ficarmos atento aí a alguma possibilidade, alguma situação que possa ser viável financeiramente para o Internacional para reposição. É difícil? E, pela época do ano, pelas opções que não existem neste momento porque a grande maioria dos jogadores brasileiros já completaram os sete jogos por suas equipes, o Inter não possuí uma condição financeira de adquirir nenhum atleta neste momento. Então, realmente, vamos ter que vasculhar o mercado em cima de opções para, minimamente, tentarmos trazer alguém para suprir essa ausência do Boschilia que vai ser irrecuperável até o final da temporada.”
  • “Não existe mágica no futebol. Infelizmente, nós tivemos uma perda que estava fora de qualquer planejamento. Vamos ter que, como disse, encontrar alguma solução viável, possível, porque temos grandes aspirações no ano ainda.”
  • Muitas lesões iguais: “Não tem explicação técnica pra isso. São fatalidades que infelizmente acontecem. São lesões ligamentares. Não são nem lesões de trauma e nem musculares. Não é nem pancada e nem muscular por fadiga, por excessos, acumulo de jogos.”
  • Como Boschilia se lesionou: “Foi fazer um chute, girou o joelho e, infelizmente, acabou rompendo o cruzado. Não houve nem toque. Foi no treino mesmo. Essa é, traduzida pelos médicos, uma fatalidade, um acidente que não tem histórico recente de um clube ter três lesões de ligamento cruzado em série. E isso aconteceu conosco num momento critico de calendário.”
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque