Entre pro time

Grêmio

Um avanço gigantesco na compra da Arena

Publicado

em


A informação que recebi de um vice-presidente do Grêmio é que os gestores da Caixa Econômica, em Brasília, sinalizaram de maneira positiva para assinar o documento que falta para finalizar a compra da gestão.

Na real, a Caixa precisa assinar um documento em que compromete a Karagounis (empresa que é da Caixa) a fazer as obras do entorno da Arena. Vão melhorar as ruas, paradas de ônibus, enfim.

Com essa situação resolvida, o grêmio se livra desse compromisso e pode comprar a gestão, que hoje é da OAS, vamos combinar. Todo mundo já percebeu isso.


Só que não tem como comprar a gestão e deixar isso pra trás. Afinal, o clube poderia ser cobrado por fazer essas obras no futuro. E o Grêmio é um clube de futebol, não uma construtora.

A saída foi negociar com a Caixa/Karagounis, que vai ficar com o Olímpico e os prédios ao lado da Arena, para que eles resolvessem isso e, em troca, liberariam seus empreendimentos.

O problema é que os grandões da Caixa, em Brasília, estavam enrolando. Agora, após alguma pressão, eles finalmente aceitaram o acordo. Pediram apenas alguns ajustes, que estão sendo feitos.

Tudo tem que estar pronto até o novembro para que o contrato seja assinado ainda em 2019.

Essa é a tendência. Foi enrolado, mas agora, de fato, avançou.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque