Entre pro time

Grêmio

Só dois jogadores se salvaram no jogo em ritmo de treino do Grêmio

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • O melhor em campo, na minha visão indiscutivelmente, foi o Lucas Silva. O cara foi o dono do meio-campo. Não só pela marcação. A gente tem ele como o primeiro volante, mas o Lucas fez lançamentos, organizou o time, foi pro ataque. Jogou muita bola. Olha, pra mim, é ele e mais 10. Não imagino sentido pro Renato colocar ele no banco.
  • Outro que teve boa atuação foi o Guilherme Guedes. Seus cruzamentos são bem interessantes, pelo menos “encontram” os jogadores do Grêmio. Penso que, no mínimo, ele começou a colocar uma dúvida no Renato. Eu ainda acho que o Cortez volta como titular, mas no mínimo a gente tem um sinal, mesmo que pequeno, que tem um lateral interessante pra pelo menos compor o elenco. Tinha ficado essa dúvida na saída do Caio Henrique.
  • Eu tô com pensamento dividido sobre o Everton. Ele começou o jogo mal porque o Renato insiste em tentar colocá-lo no meio, centralizado. A desculpa é fugir da marcação, mas me parece nítido que ele não rende por ali. Quando cai pelas pontas, Everton vai bem melhor, tem ganho pessoal, vai pra cima. O Cebolinha foi mal? Não. Não foi mal, tentou várias vezes ir pra cima. Só que faz oito jogos que não faz um gol. Isso é muito pra ele. Precisa voltar a marcar. Desde o ano passado o Grêmio é extremamente dependente dele.

Everton não marca gols há oito partidas – Lucas Uebel/Grêmio

  • Outro que eu também fiquei na dúvida da avaliação foi o Diego Souza. Ele não conseguiu fazer muita coisa, mas como eu vou falar de um cara que toda hora tá fazendo gols como ele? Mesmo não sendo brilhante, teve a chance, ele guardou. Fez seu papel.
  • Victor Ferraz e Alisson tiveram atuações muito parecidas, ambos tentaram muita coisa e quase nada produziram. O lado direito foi bem abaixo do que poderia.
  • Matheus Henrique e Jean Pyerre foram apenas ok. E o Pepê entrou apagado. Não conseguiu ser o diferencial do segundo tempo.
  • Não tem como negar que os caras estão jogando em câmera lenta. Renato diz que vai ser preciso de 10 a 12 jogos para voltar o ritmo de jogo. Não sei se precisa tanto, daqui uns jogos vão ter que melhorar, mas dá pra entender. O jogo foi em ritmo de treino.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque