Entre pro time

Grêmio

Romildo fala do Maicon, porque chegou na crise, sua parcela de culpa e decisão de Copa

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Resumo da entrevista do presidente Romildo na Rádio Bandeirantes:

  • Maicon não estava contaminando o vestiário, ele tem um estilo próprio, é uma liderança, pessoa que nunca deixou de falar, sempre foi muito franco, muito aberto. Neste período todo, teve várias conversas e sempre o consultava. O respeita por conta da franqueza dos relacionamento que ele sempre teve. Se tem um jogador importante nos últimos importantes, é o Maicon. É o símbolo das vitórias e reorganização no campo. Não tem um milímetro de coisa para falar dele.
  • Acredita que o momento atual tá acontecendo por conta dos casos de Covid pós Gauchão. Acha que ali é o marco da queda de desempenho e, por isso, a campanha ficou tão ruim agora.
  • O time que vem jogando, é bastante diferente do que começou o ano. Isso indica que existe uma renovação no elenco. Não foi só a saída do Maicon.
  • Quem escolheu o Rafinha de capitão, foi o Felipão. É uma escolha só dele. Rafinha é um líder, um jogador que fala com todo mundo e que cobra todo mundo.
  • Sobre sua parcela de culpa na crise: “Minha parcela de culpa é 100%. Quando tua empresa quebra, quem tu bota a culpa? Alguém é responsável e é quem comanda, né?”
  • Felipão tem um relacionamento franco e correto com os jogadores.
  • Acha que o time tá bem na defesa, falta melhorar a transição pro ataque e a finalização. Mas falta é a vitória pro ambiente ficar oxigenado. Neste momento, tem é que ganhar.
  • O jogo contra o Flamengo foi excepcional, era pra ter terminado 2 x 0 pró Grêmio no primeiro tempo. Não aconteceram e depois veio a derrocada.
  • Pensa que, quando mais cedo o torcedor voltar pro estádio, melhor. Pra ele, abrir um estádio só pra 2,5 mil pessoas não é adequado. Um estádio de 56 mil lugares, pode receber mais gente.
  • O jogo contra o Ceará é considerado uma decisão de Copa do Mundo.
  • Quer colocar na cabeça de todo mundo que o campeonato vai começar verdadeiramente no começo do segundo turno.
  • Não dá pra iludir ninguém, é muito difícil reverter o resultado contra o Flamengo. É muito improvável. Mas vai pra lá com toda a dignidade. Brincou que pode fazer o crime no segundo tempo, como foi aqui.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque