Entre pro time

Grêmio

Quem foi bem e quem foi mal na vitória do Grêmio por 2 x 1 contra o Coritiba

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • O resumo do jogo é o seguinte: o Grêmio jogou por 20 minutos, foi pro ataque, fez dois gols, marcou sob pressão e foi intenso. O problema é que meteu o 2 x 0 e simplesmente abandonou o jogo. Deixou de jogar e começou a esperar. Parecia que estavam todos torcendo para a partida acabar. E a real é que a vitória só veio porque era o Coritiba. Fosse outro time, as complicações seriam gigantes.
  • Em uma jogada, o Diogo Barbosa mostrou a que veio. Foi pro ataque e meteu na cabeça do Luis Fernando. Fora isso, ainda fez três desarmes e esteve sempre com presença no campo de ataque. Foi bem.
  • David Braz fez o segundo gol. E, vamos combinar, contou com a sorte. Não vou desmerecer ninguém aqui, a sorte faz parte do contexto do futebol, mas o gol acontece num chute de rebote de escanteio que chega no pé do David Braz. Ele desloca o goleiro, tem méritos, mas não foi jogada trabalhada.
  • O Vanderlei falhou no gol dos caras. Saiu muito mal. Eu não sei o que tem, mas até de preparador de goleiros já trocaram e os erros incríveis de saída de bola se repetem.
  • Lembrando que o Coritiba teve um gol bem anulado pelo VAR. O jogador do Coxa estava impedido. Isso salvou o Grêmio de um resultado, mas não dá pra tirar da avaliação da falha de marcação. Renato surtou, com razão, porque o cara passou por três, chutou e o Vanderlei não pegou. Houve uma falha ali. Tem que analisar este tipo de apagão da zaga.

Diogo Barbosa foi bem na lateral-esquerda do Grêmio – Lucas Uebel/Grêmio

  • Mesmo assim, registro aqui que os dois zagueiros estão indo muito bem substituindo a dupla titular. Claro que não são Geromel e Kannemann, mas Paulo Miranda e David Braz dão conta do recado.
  • Matheus Henrique aumentou sua participação no jogo e acertou quase todos os passes. Está voltando a ser o que era. Ele joga muito.
  • Diego Souza é quem, mais uma vez, foi muito apagado, poucas participações e nada produtivo. Faz algum tempo que ele deixou de ser o principal jogador do time. A bola não tá chegando como antes, é verdade, mas ele precisa começar a marcar porque se não vai ficar difícil sustentar um camisa 9 que não faz gol.
  • Por fim, não tenho como tirar responsabilidade do Renato. O Jorginho mudou um jogador aos 20 minutos do primeiro tempo e mudou todo o jogo taticamente. Fora isso, o Grêmio parou de jogar mais uma vez. O treinador é o responsável do time. Se todo o time tá fazendo isso repetidas vezes, ele tem que achar uma solução.

David Braz foi bem na zaga e ainda marcou gol no ataque – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque