Entre pro time

Grêmio

Premiação do Mancini, bicho para os jogadores, treinos do Campaz e Jean no centro do time

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Resumo da entrevista do presidente Romildo na Rádio Bandeirantes:

  • Acha que “o ambiente ficou mais sanguíneo”, com as novas chegadas.
  • Mancini tem duas coisas que eram fundamentais. Primeiro aceitação do grupo de jogadores e histórico de dar boa resposta rapidamente, nos primeiros jogos da sua chegada.
  • Negou que o Mancini tenha uma premiação de R$ 5 milhões para salvar o Grêmio. Disse que o valor não chega a 20% disso.
  • Revelou que a direção estuda melhorar a premiação em jogos pontuais, vistos como importantes. Isso sim deve acontecer para recompensar o esforço dos jogadores.
  • O ambiente interno do vestiário é excepcional, é ótimo. Tudo que acontece são cobranças dos jogos. Não teve nada além disso. É o normal. Se alguém interpretou cobrança de jogo como queda de relacionamento, ele não viu assim.
  • Explicou que houve um diálogo enorme, mas um dia se conta todos esses bastidores. O que há nesse momento aqui é uma espécie de cumplicidade entre todos gremistas.
  • Campaz ainda vai ser um reforço para esse ano, embora acredite que ele vai jogar melhor ano que vem. Acompanha os treinos, é um jogador que chuta bem, baixinho atrevido. Todo time tem que ter um jogador com esse perfil. Ele vai ajudar nesse ano, mas vai ser a solução pra 2022.
  • Não existe jogar a toalha com o Jean Pyerre. Acredita muito ainda, acha que ainda tá em formação, que é um jogador raríssimo, tem é que achar um jeito de fazer ele ser o centro do time.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque