Entre pro time

Grêmio

Grêmio volta a vencer descobrindo lateral-direito e zagueiro promissor da base

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • A vitória foi fundamental para seguir na briga pelo G4 após dois empates consecutivos nas rodadas anteriores. Mesmo assim, insisto que não tem mais como brigar pelo título. 11 pontos é muita coisa. O negócio é garantir na parte de cima pela vaga e grana do Brasileirão. Até porque não dá pra apostar tudo só na Copa do Brasil.
  • Renato colocou um time basicamente de reservas. E venceu. É aquela história que a gente cansa de falar: não dá pra poupar todos os jogos, mas antes de decisão, não tem muito o que fazer. O que a direção precisa é cobrar os reservas porque eles custam caro e precisam ganhar destes times menores. Foi o que aconteceu.
  • A surpresa da noite ficou por conta da personalidade do Vanderson em seu primeiro jogo como titular em plena Arena. A batida de bola do guri é muito boa. Dá tapas na bola. O primeiro gol só acontece assim. Com ele indo na linha de fundo e cruzando com muito talento. O gol foi contra, mas a jogada mostrou que ele é veloz e cruza bem. Olha, baita lateral surgindo na base. Com 19 anos, renovou recentemente até o final de 2024. E esteve estes dias com a Seleção Sub-20. Tem futuro.
  • O segundo gol acontece de dois jogadores que não estavam bem. Pinares dá um ganho na bola e o Churín finaliza pra rede. Ambos merecem crédito pelo gol, mas não foram bem no geral da partida.
  • Alisson voltou a jogar depois de 71 dias e correu o tempo todo, brigou, disputou e foi muito bem. Ele quase sempre vai bem. Que jogador é o Alisson.
  • Ele foi mal no gol dos caras, mas eu curti o zagueiro Ruan. Gostei muito, aliás. Ele tem velocidade mesmo sendo alto e forte. E, mais, não tem medo de dar o bote, não se esconde apenas cercando. O cara tenta mesmo. Errou uma ou outro saída de bola, poderia/deveria ter estourado a bola do gol do Atlético, mas eu gostei muito dele.

Vanderson, 19 anos, foi a surpresa da noite e saiu com câimbras pela intensidade do jogo – Lucas Uebel/Grêmio

  • Algumas coisas se repetiram: Lucas Silva de novo não foi bem, Ferreira precisa jogar um pouco mais pro time, não precisa perder todas as bolas, e o Renato segue colocando o Thaciano nem que seja no segundo tempo. Foi o caso desta vez. Ficou 21 minutos em campo.
  • Everton, o ponta que veio do São Paulo na troca pelo Luciano, ficou 22 minutos em campo. E, novamente, não fez nada diferente. Tá custando bastante a se encontrar por aqui.
  • Isaque e Robinho, que estavam sumidos ficaram o tempo todo no banco. Assim como o Lucas Araújo. Principalmente o Lucas eu queria ver tendo mais oportunidades como primeiro volante. Tá com 21 anos, tem que jogar.

Churín guardou o gol dele na vitória por 2 x 1 – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque