Entre pro time

Grêmio

Grêmio segue a sina de empates e se complica até por Libertadores via Brasileirão

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

  • Mais uma vez, o Grêmio joga bem um tempo e não joga bem no outro. Contra Palmeiras e Galo, o time só jogou o segundo tempo. Agora, contra Flamengo e Coxa, só jogaram no primeiro tempo. Renato precisa urgentemente dar continuidade pra esse time.
  • Thaciano sofreu o pênalti, mas de novo não fez uma boa partida. Errou dois gols inacreditáveis. Foi pifado pelo Jean no primeiro tempo e, de canhota, meteu na arquibancada. No segundo tempo, sem goleiro, conseguiu desviar pra trave. E foi justamente após esse lance que saiu o gol do Coritiba, no contra-ataque.
  • Jean Pyerre fez uma partida mediana. Para o seu talento, foi até uma partida bem ruim, pelo que a gente sabe que pode jogar. Mesmo assim, distribuiu alguns bons passes e cobrou muito bem a falta que o Paulo Miranda fez o gol. Só que comprometeu tudo ao perder um pênalti batendo a bola sem força. Até procurou o canto rasteiro, mas a bola foi tão sem força que o goleiro Wilson catou sem problemas. Jean precisa de um choque de realidade, precisa saber que o Grêmio é maior que o futebol atual dele. Não tá jogando pro tamanho da camisa 10.
  • Darlan tem o lado positivo e o negativo. Primeiro que ele jogou pra mostrar que Renato tem que utilizá-lo muito mais. O seu passe é muito qualificado e sua intensidade também é bem importante para um time que, por vezes, é bem lento e só toca a bola. Dito isso, não tem como não achar que foi pênalti, o cara deu uma chave de braço e puxou o Rafinha. “Ah, mas o Rafinha se atrapalhou todo”. Não importa, ele puxou ele como se fosse uma luta. Pra mim, nem tem o que reclamar. Porém, penso ser injusto esse “arquivamento” que ele tava sofrendo. Thaciano não pode ganhar mais chances só por ser mais alto.

Gostei do Darlan em campo. Não dá pra entender o porquê foi arquivado – Lucas Uebel/Grêmio

  • Alisson perdeu dois gols. Um no primeiro e outro no segundo. Aliás, isso torna difícil o Grêmio reclamar de arbitragem. Thaciano teve duas chances e Alisson outras duas. E não fizeram. Quando não se faz a sua parte, é duro colocar a culpa no outro.
  • Falando sério, não consigo entender o Renato fazendo pressão durante o jogo e nem indo falar com o árbitro depois da partida por vários minutos. Claro que todo mundo pode contestar decisões. E o Renato foi educado, tudo certo. Agora, a briga dele é pra mudar o protocolo do VAR. Ele quer que o árbitro vá na cabine. Só que a orientação é que só o VAR pode chamar. Por mais que ele não goste, não vai ser faltando seis rodadas pro Brasileirão acabar que isso vai trocar. Poxa, meio lógico até. Vale lembrar que o Grêmio aceitou e assinou jogar a competição com esse regulamento. Se tá ruim, trabalha pra mudar no próximo. Agora, é só desgastar e desviar o foco do time, que é o mais importante.
  • Bom, tá na hora de alguém se ligar. Afinal, mesmo que o Palmeiras tenha aberto uma vaga a mais no G4, que agora é G5, talvez nem isso o Grêmio consiga via Brasileirão. Apostar tudo na Copa do Brasil é uma aposta que pode custar muito caro. Aliás, a gente sabe o que custará, é uma pré-Libertadores, que começa uma semana depois da final da Copa do Brasil. Seria um golpe amargo pro investimento que é feito neste elenco.

Jean Pyerre não fez uma boa partida, mais uma vez, e merece as criticas do Renato por estar sem intensidade – Lucas Uebel/Grêmio

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque