Entre pro time

Grêmio

Grêmio reduz R$ 3,4 milhões da folha e tem R$ 1,5 milhão para contratar

Publicado

em

Luciano Amoretti/Grêmio

Com as saídas confirmadas de Léo Moura, Galhardo, Vizeu, Rômulo e Luan, o Grêmio já liberou pelo menos R$ 2 milhões da folha de pagamentos.

Como a direção já divulgou publicamente que André e Tardelli não estão nos planos e vão ter que mudar de ares, o clube vai economizar pelo menos mais R$ 1,4 milhão apenas nestes dois.

Ou seja, a folha que foi de R$ 12 milhões em 2019, está baixando para cerca de R$ 8,5 milhões  neste momento.


Só que é óbvio que estamos falando numa situação bem pontual. O presidente, que definitivamente assumiu o futebol, a partir de agora começará a fazer as contratações e esse valor vai subir.

O primeiro passo foi liberar espaço para depois compor com as chegadas.

Pelo que se fala no clube, a projeção será ter uma folha de R$ 10 milhões mensais. O que, neste cenário, tem mais R$ 1,5 milhão para trazer em reforços.

É por isso que o Renato falou que tem como dar um tiro, fazer uma contratação diferenciada estilo como foi a do Tardelli, pelo menos com o mesmo investimento.

  • Essa é a projeção de hoje. Se, por exemplo, o Everton sair, abre mais R$ 700 mil na folha mensal. Se o Capixaba ou outro jogador de menor relevância sair, também tem como abrir mais espaço nos gastos mensais.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque