Entre pro time

Grêmio

Grêmio acusa Cruzeiro de descumprir acordo e cancela compra do Orejuela

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

A direção do Grêmio está desistindo da compra do lateral-direito Orejuela. Essa é a posição do momento pelo menos. E, segundo os dirigentes, eles estão fazendo isso porque o time mineiro descumpriu o acordo que estava fechado e precisava apenas da assinatura.

Resumidamente, a situação é a seguinte: no papel, o Grêmio precisava pagar 3,3 milhões de euros para comprar o Orejuela em definitivo. Só que este valor era algo em torno de R$ 15 milhões em janeiro do ano passado. Hoje, a quantia saltou para R$ 22 milhões.

Diante disso, os dois clubes sentaram e acordaram que iam pagar uma quantia menor do que isso. Não tenho como precisar o valor correto, mas ficou na casa dos R$ 16 milhões.


E, segundo o Grêmio, estava tudo certo. Só que, chegou agora na reta final do ano, faltando um dia pra acabar o prazo, o Cruzeiro voltou atrás do acordo e não quis assinar nada. Eles mudaram de ideia e disseram que agora ia valer os 3,3 milhões de euros que estavam no papel, que tinha que ser a cotação atual e ou era R$ 22 milhões ou nada.

É claro que todo mundo ficou maluco com os mineiros. Porém, o presidente Romildo mandou recuar. A ideia é que isso foi um blefe dos caras que pagaram pra ver se havia desespero pelo lado tricolor.

Só que a posição da direção é que ou será nos valores que estavam acertados no novo contrato ou não tem conversa. O Grêmio não paga mais.

Tanto que, hoje, dia 01 de janeiro, o BID, da CBF, aponta o nome do Orejula como jogador do Cruzeiro.

Ainda não sabemos o que vai acontecer. Se o Cruzeiro blefou e vai voltar atrás ou se vai vendê-lo para outro clube.

O que o Grêmio garante é que eles não vão pagar mais do que ficou acordado. Mesmo que não tenha sido assinado e, portanto, não tenha valor legal, a palavra tinha sido dada.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque