Entre pro time

Grêmio

Delegação do Grêmio voltou consternada com o que viu na Venezuela

Publicado

em

Lucas Uebel/Grêmio

Os jogadores do elenco do Grêmio voltaram da Venezuela muito tocados com tudo que viram no país.

A crise gigantesca assustou até caras como o Cícero, que já foi muito pobre:

  • “É até arrepiante pela situação que a gente viu. Um ser humano pegando um prato de comida parecendo que era o último dia de vida, sei lá.”
  • “Nós jogadores, o Marcelo ali, o pessoal pediu pra gente se reunir e juntamos ali uma coisa boa para eles.”
  • “A gente ficou até sabendo do salário mínimo, como acontece, o que o país tá vivendo. Acho que estas coisas não tem preço na vida, você ajudando as pessoas.”
  • “Se você puder fazer uma caridade pra uma pessoa que tá precisando, isso não tem preço. Pode ter certeza, que nós jogadores, comissão técnica, o clube, a gente vai estar levando uma lição muito grande de vida nesse país hoje.”

Renato disse que é até difícil para falar sobre isso. Ele pensa que o mundo precisa olhar mais para a Venezuela porque a situação é chocante. A coisa está muito feia por lá.

Pra quem não sabe, falta comida nas prateleiras dos supermercados. Pão é distribuído uma vez por semana apenas. Os repórteres relataram que foram em três supermercados para encontrar água.

A inflação já passou os 8 mil porcento. O salário mínimo virou nada. As pessoas estão trabalhando em dois ou três lugares para compor a renda.

Mesmo assim, tem eleição neste domingo e Nicolás Maduro é incrivelmente apontado como o favorito para vencer.

Aqui o depoimento de Cícero e Renato:

Setorista da dupla Gre-Nal. Torcedor do Tottenham e do Real Madrid. Fã de futebol inglês.

7 comentários

7 Comments

  1. Pingback: Delegação do Grêmio voltou consternada com o que viu na Venezuela - Portal do Alegrete

  2. Lucas Lopes

    16 de Maio de 2018 at 11:19

    Gostei da parte do “tem eleição” Domingo….Em Cuba desde que Fidel assumiu o Poder tem Eleição!

    Eleição numa ditadura é o modo de representar pro mundo a “Democracia” que vivem.

    O Pior é que no meio do meio Jornalistico é onde tem mais gente de Esquerda defendendo esse sistema e omitindo a realidade!

    • Fernando

      16 de Maio de 2018 at 12:15

      Aí tu fez uma salada de fruta: sistema sócio-economico é uma coisa… REGIME DE GOVERNO é outra completamente diferente. Ou tu não sabe que em países capitalistas existem ditaduras tb ???

  3. Juca bala

    16 de Maio de 2018 at 11:13

    isso q da vota em comuna, e pior q parece q o maduro vai ganha entao nao adianta ajuda se as pessoas nao querem se ajuda a si mesmo ou sera q eh a urna eletronica fazendo seus estragos tb por la?

  4. César

    16 de Maio de 2018 at 09:59

    Antes de pensar em Venezuela deveríamos olhar para as diversas Venezuelas dentro de Porto Alegre, debaixo de viadutos como o da Borges, dentro das periferias e/ou espalhados pela cidade dormindo em via pública e agora com esse inverno passando frio.

  5. Israel

    16 de Maio de 2018 at 09:55

    E viva o socialismo

  6. Mazembaço 5 a 0 SERIE B

    16 de Maio de 2018 at 08:41

    CONMEBOL poderia utilizar um pouco da grana e ate mesmo os times de fora doar uma grana…ou não jogar na Venezuela por protesto!!!
    O maduro é ditador e executa a oposicao…

O que você está pensando sobre isso?

Destaque