Entre pro time

Inter

Pontos que a direção do Inter quer melhorar, elogios que o Uendel fez e porque Edenilson tá jogando melhor

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • Na coletiva, Coudet confirmou que essa foi a melhor atuação sob seu comando.
  • O vice Alessandro Barcelos gostou da velocidade dos movimentos na saída para o ataque e o número de finalizações, foram mais de 20 na partida. Mas destacou que ainda é preciso melhorar o passe na saída de jogo com os defensores, a bola aérea sempre tem sido olhada porque os gols são por ali e, por fim, ainda dá pra melhorar no último passe, na assistência.
  • O dirigente confirmou que esse grupo está sendo preparado taticamente, fisicamente e mentalmente para jogar fora de casa da mesma maneira.
  • Thiago Galhardo falou que clássico não tem que jogar, tem que vencer. Até por ter perdido o primeiro, o espirito é guerrear. Prevalece o pé de ferro. Um exemplo foi contra o jogo contra o Universidad Católica, eles bateram, os jogadores do Inter responderam.

Inter venceu e convenceu no Estádio Beira-Rio – Ricardo Duarte/Inter

  • Uendel sabe que fez um bom jogo. Ele mudou sua característica. Antes, era na troca de passes. Agora, é na velocidade. Coudet dá liberdade para atacar, virar ponta. Elogiou que o esquema do Coudet é muito bom e os jogadores gostaram porque ele tem jogadores pelas pontas e pelo meio. Em algum momento vai ter espaço ou na ponta ou no centro.
  • Edenilson pensa que joga melhor pelo meio. Ele gosta porque é um jogador dinâmico e, por ali, participa bem mais das jogadas. Toca mais na bola. Atuando na ponta fica um pouco mais preso naquele setor.
  • Os jogadores estão de folga nesta quarta, voltam aos trabalhos apenas na quinta-feira pela manhã. No domingo, pegam o Brasil de Pelotas, às 19h, no Beira-Rio, e quinta tem Gre-Nal, na Arena, pela Libertadores.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque