Entre pro time

Inter

O que falam do Felipe Melo, uruguaio contratado para a base, Guerrero fora e queda na grana dos sócios

Publicado

em

Cesar Greco/Palmeiras

  • O simples fato de Felipe Melo, 37 anos, ser especulado no Inter fez uma galera começar a se movimentar nas redes sociais. Só que não tem a menor possibilidade do Felipe jogar no Inter. O contrato dele vai até o final do ano com o Palmeiras e, além do interesse das duas partes em uma renovação, o salário dele é de R$ 700 mil mensais. A direção colorada é muito clara afirmando que não tem condições de pagar esse valor. Só o Guerrero ganha isso no Beira-Rio. Nem se ele vier de graça seria viável. Simplesmente não dá pra pagar. Nem foi cogitado o nome. Fora isso, existe o interesse do Palmeiras em uma renovação e o jogador quer ficar lá. Resumindo, não há nenhum movimento para ele ser jogador do Inter.


  • Após fechar com Juan Manoel Cuesta, atacante colombiano de 19 anos, Gustavo Grossi está fechando outro gringo para a base colorada. Trata-se de Santiago Cartagena, um meia de 18 anos, 1,74cm, da base do Nacional e da seleção de base do Uruguai. Ele virá nos mesmos moldes do colombiano, empréstimo até o final de 2021, com passe fixado para a compra. O salário vai ser na casa dos R$ 10 mil mensais. Nada muito alto. Ambos vão jogar primeiro no Sub-20 e, se aprovarem, sobem pro principal.

Santiago Cartagena fez testes no São Paulo, em 2019, mas não ficou porque era menor de 18 anos e, como era ligado ao Nacional, a FIFA obriga que era preciso esperar a maior idade para confirmar a transferência – Reprodução

  • Paolo Guerrero está fora da estreia na Libertadores. O motivo? Segundo a assessoria do Inter, ele ficou em Porto Alegre fazendo reforço muscular para aguentar a temporada. Só que tem outro fator importante ai, segundo o preparador físico Paulo Paixão, o fato do Guerrero jogar dando piques de 20 a 30 metros, iria desgastá-lo muito mais na altitude. O fato de ter 37 anos e estes piques com muita explosão física para chegar na boal, seguramente pesaram.

Guerrero não foi com a delegação para a estreia na Libertadores – Ricardo Duarte/Inter

  • Em entrevista para o Mauro Cezar Pereira, no UOL, o presidente Alessandro Barcellos confirmou que a inadimplência no quadro social está bem alta, chegando a 25% dos torcedores que não estão conseguindo pagar a mensalidade em dia. O Inter segue com 120 mil sócios, mas no último mês, apenas pouco mais de 100 mil pagaram em dia. Tem quase 20 mil pessoas que não conseguiram pagar a mensalidade. A direção tem uma pesquisa que existem entre 6 ou 7 milhões de colorados no mundo e, destes, pelo menos 1,5 milhão que se dispõem a pagar uma mensalidade barata, na casa dos R$ 25,00 por mês. E essa é a missão, conseguir atrair esse colorado.

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque