Entre pro time

Inter

Inter volta a vencer em jogo com polêmica de arbitragem e mudanças no time titular

Publicado

em

Ricardo Duarte/Inter

  • Abel venceu. E isso é uma notícia. A primeira vitória dele no Brasileirão. Era nítido que o time começava a dar sinais de melhora do desempenho. Precisava do resultado. Ele veio.
  • E a vitória acontece de virada. O Inter não virava um jogo desde o duelo contra o São Luiz, no Gauchão. Até tinha virado contra o Bahia, mas o Rodinei fez aquele pênalti maluco e os caras empataram. Então, essa é a primeira vez que o Inter vira um jogo de Brasileiro na temporada.
  • Abel apostou no 4-2-3-1, com Galhardo jogando de meia e Yuri Alberto de centroavante. Também começou com Lindoso na vaga do Dourado. Nenhuma destas escolhas foi boa.
  • Galhardo não conseguiu jogar bem novamente. Ele começou como meia, depois tentou jogar mais adiantado. Não conseguiu fazer nada interessante. Incrível a fase. E nem é pelo falta de gols, é pela atuação mesmo. Não tem nenhum lance interessante. Não vou ser precipitado e dizer que nos enganamos com ele. O acho um muito bom jogador. Agora, a fase não é legal.
  • E não há explicação alguma pro Dourado não ser titular. Existe sim uma grande diferença entre ele e o Lindoso. Tanto, que o treinador viu isso e fez a alteração pro segundo tempo.
  • Queria registrar aqui a ótima partida do Moisés. Ele cresce demais quando tabela com o Patrick na lateral. Várias jogadas surgiram por ali. Patrick e Moisés quase deram um gol pro Edenilson, que carimbou a trave.

Yuri Alberto deu a vitória para o Internacional – Ricardo Duarte/Inter

  • O primeiro gol acontece em uma jogada muito esquisita. É uma bola toda atrapalhada na área e o Patrick mete pra dentro. E digo pra dentro, nem na rede a bola chegou, mas valeu o gol.
  • O segundo foi a jogada que justificou o Yuri Alberto. Centroavante tem que ser o que ele foi: oportunista. A bola sobrou, o camisa 9 guardou.
  • Sendo extremamente franco com vocês sobre o gol do Yuri, eu fiquei com muita dúvida no lance. Ficou claro que o lateral deles queria fazer uma cera e deixar pro goleiro cobrar. Porém, também é nítido que ele recolocou a bola em jogo. Então, penso que não tem como culpar o árbitro pela decisão. O Botafogo foi punido pela malandragem mal feita.
  • Fora isso, não dá pra tirar da avaliação que o Botafogo é bem fraco, né? Um time abaixo do mediano. Ele é fraco mesmo. Tá na cara que a atuação contra o Boca foi uma exceção por ser contra o Boca, por jogar a vida na Libertadores.

Patrick e Moisés jogaram muito bem pela esquerda – Ricardo Duarte/Inter

Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque