Entre pro time

Inter

Após a goleada, Abel descobriu o que acontece com o Inter em Gre-Nal

Publicado

em

Reprodução

Resumo da coletiva do técnico Abel:

  • A principal virtude do seu time é que sabe sofrer. Eles fizeram dois gols, o São Paulo veio pra cima, mesmo assim eles conseguiram sair pra fazer o terceiro e matar o jogo. Depois, foi só esperar o São Paulo se atirar e aproveitar.
  • Acha que, com a vitória, eles se colocaram no bolo, na confusão.
  • Foi uma atuação com inteligência. Se jogou muito com a cabeça. A tomada de decisão em quase todos os lances foi muito boa. Só teve uma jogada ruim no primeiro tempo e duas no segundo.
  • Não acha que foi uma atuação de campeão, mas eles estão tendo sorte que normalmente um campeão tem. Falou em rezar pra sorte continuar.
  • Pra ganhar o Gre-Nal talvez tenha que jogar até mais do que jogou hoje no Morumbi.
  • Renato o telefonou recentemente e foi extremamente gentil. Eles são amigos, sempre se encontravam na churrascaria Porcão, no Rio. Só não quis falar o que ambos falaram no telefone porque isso é entre eles.
  • Contou que muitas das jogadas que apareceram no jogo, foram treinadas.
  • Não dá pra achar que esse resultado cria um favoritismo porque esse é um resultado anormal. Não acontece um 5 x 1 fora de casa normalmente.
  • por essa vantagem que o Grêmio tem tido, o Grêmio joga muito seguro, muito tranquilo. O Inter entra com aquele negócio de ter que ganhar, ter que mudar essa estatística. E isso não é bom, sai um pouco do equilíbrio. Tem que conversar sobre isso porque o lado anímico, num clássico, define.
  • Não pode deixar o adversário num Gre-Nal na zona de conforto. Contou que viu os últimos clássicos e de um lado tinha um time muito tranquilo e outro afoito. E tu não pode ser afoito contra o Grêmio.
  • Deu garantias que não tem um jogador no vestiário que não esteja com os pés no chão.
  • Pediu pra entender um pouco mais da mudança de opinião da imprensa. Não pode ser bom hoje e daqui dois meses ser uma porcaria. Citou o Diniz como exemplo.
  • Foi fundamental para essa arrancada ele ter semanas cheias para trabalhar. Pediu pra gente ver que quatro ou cinco jogadores dele estavam dando piques de 60 metros aos 35 e 40 minutos do segundo tempo. Disse que isso acontece porque ele tem, aqui no Inter, o melhor preparador físico do Brasil, que é o Cristiano Nunes.
Facebook Comments

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Destaque